Segredos de um bom contador de histórias

12/8/2011 – 13:25h

1- Escolha as histórias que você gosta ou gostava de ouvir.
É preciso gostar do que se lê para contagiar o ouvinte.

2- Encontre um lugar inusitado
como um sofá, a sombra de uma árvore, um pequeno tapete, os primeiros degraus de uma escada.

3- Dê vida para os personagens
e capriche no ritmo, na entonação e use todo o seu corpo para dar vida ao enredo.

4- Seja um ator viva e interprete a história.

5- Aposte na memória das crianças
e experimente, aos poucos, ir dividindo com elas a narrativa e as falas da história.

6- A experiência com a escuta deve começar e terminar com a própria narrativa.
Não busque explicações, justificativas, pretextos.

7- A história precisa se bastar
e a experiência se conclui com o desfecho do enredo.

8- Fisgue pelo olhar
convide a criança para mergulhar na aventura, se surpreender e tentar advinhar o que está por vir.

9- Tenha em mente que a leitura de um texto não se esgota em uma primeira linha.

10- Cada vez que o contador lê a história,
a criança descobre mais detalhes, novas possibilidades e ganha outros entendimentos.

(Fonte: Fundação Itaú Social)