Uma contadora de histórias: Rosana Mont´Alverne

16/11/2011 – 19:25h

Na categoria Entrevistas deste blog, o leitor vai conhecer um pouco mais sobre a atividade de contador de histórias que, com emoção, encantamento e alegria, vem tocando os corações das crianças e fazendo elas se interessarem mais pelos livros. Estes profissionais que movimentam magicamente o setor da literatura infantil, estiveram reunidos no Rio de Janeiro, na semana passada, 9 a 13 de novembro, num dos principais eventos da classe: Simpósio Internacional de Contadores de Histórias.
Minas Gerais teve vários representantes especialmente a Rosana Mont´Alverne Neto, a personagem da nossa entrevista que comenta a respeito do evento, do trabalho do contador de histórias e de sua carreira.
Rosana Mont´Alverne nos parece um ícone da classe em Belo Horizonte: ela é contadora, escritora de livros infantis, fundadora do Instituto Cultural Aletria, idealizadora e coordenadora dos projetos culturais desta editora, “Conto Sete em Ponto” e “Encantadores de Histórias”, entre outros. Rosana é graduada em direito pela UFMG, professora e pesquisadora. Pós-graduada em Administração de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas e em Arte-Educação pela PUC-MG. Também é Mestre em Educação pela UFMG.
Em sua entrevista, ela explica que “os contadores de histórias existem desde os primórdios da organização social. Está gravada no inconsciente coletivo da humanidade a imagem de nossos ancestrais sentados ao redor do fogo contando histórias”. E mais: segundo ela, “trata-se de um fenômeno que vem arrebatando estudiosos, artistas e simpatizantes e que demonstra sua importância como arte, como estímulo à leitura e como formador da identidade de povos e gerações”.