Dois livros de Jorge Fernando

22/6/2012 – 18:46h

Jorge Fernando dos Santos começou a escrever cedo ainda no tempo que estudava no colégio - Foto: Divulgação

Duas obras com temas aparentemente diferentes, mas que em comum têm o foco na infância e suas descobertas são as novidades de Jorge Fernando dos Santos pela Editora Positivo: “O menino e a rolinha” e “O menino que perdeu a sombra”.

“O menino e a rolinha”, já em sua 4ª edição, marcou a estreia de Jorge Fernando como autor para crianças e jovens. A obra foi bastante aclamada por importantes nomes da literatura e conquistou elogios, em edições anteriores, do falecido escritor Jorge Amado, que a descreveu como “um doce conto de liberdade”.

O enredo começa mostrando um menino que prende a rolinha no viveiro, onde estão outros pássaros. Ele a alimenta com ração e algumas folhas verdes, mas a rolinha sente falta de voar. Um dia, no entanto, algo inesperado acontece…

Com a história, Jorge Fernando propõe às crianças um mergulho na boa literatura, e, dentre outras questões, aborda como lidar com a natureza. “Escrevi este livro pensando em coisas que sempre prezei e que para mim andam sempre juntas: liberdade e pássaros”, ressalta o autor. “Afinal, quem tem asas quer voar, não é mesmo?”, completa. A ilustradora, Elma, também conta que foi um grande prazer trabalhar com o tema. “Gosto, quando o texto fala de sentimentos, emoções, conquistas… Tentar colocar tudo isso em traços e cores muitas vezes é um grande desafio”.

Em “O menino que perdeu a sombra”, livro ilustrado por Alê Abreu, o escritor Jorge Fernando exibe seu potencial criativo. Ele explica que a história nasceu “de uma ideia maluca, que seria justamente alguém se dar conta de que a própria sombra desapareceu sem nenhum motivo aparente”.

Samuel leva um grande susto quando percebe o que se passa. O que deve fazer? Contar para a mãe? Ligar para o pai e pedir ajuda? Procurar, quem sabe, um sombrologista? Como enfrentar os colegas da escola? O certo é que está em apuros e precisa encontrar uma solução.

“Isso certamente seria um transtorno na vida de qualquer pessoa, que teria de buscar uma saída para o problema sem saber direito a quem recorrer. Afinal, a sombra faz parte da nossa identidade e sem ela seria impossível viver”, ressalta o autor.

Enquanto busca superar seu inusitado problema, Samuel preocupa-se com a opinião dos amigos, relembra de experiências marcantes da infância, encontra pessoas em situações semelhantes e, no fim das contas, descobre que a solução está em si mesmo.

Jorge Fernando dos Santos possui mais de 40 livros publicados em diversos gêneros, mas assumiu um gosto especial pela literatura infantojuvenil.