Feira do Livro de Londres

16/4/2013 – 23:13h

Brasil escreve em Londres mais um  capítulo da promoção e intercâmbio internacional do livro. Editoras do Reino Unido, Europa e de todo o mundo, presentes à Feira do Livro de Londres, de 14 a 19 de abril, poderão conhecer melhor obras brasileiras em diversas áreas.

Representantes da Câmara Brasileira do Livro, inclusive a presidente Karine Pansa, e de editoras brasileiras reunidos no estande do Brasil no primeiro dia da The London Book Fair Fotos: Divulgação/CBL

A presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL), Karine Pansa, salienta que uma das prioridades da entidade é a internacionalização do livro, que vem apresentando resultados promissores. “No caso específico da Feira de Londres, a participação brasileira na edição de 2012 gerou grande procura de informações sobre a produção editorial de nosso país. Isso resultou na vinda, em junho do ano passado, de uma comitiva de editores ingleses a São Paulo e Rio de Janeiro em busca da aquisição de direitos para publicação de nossos livros em seu país”.

Na edição deste ano da London Book Fair, um dos eventos do gênero mais importantes da Europa e do mundo, a expectativa é de que haja acentuada visitação ao estande brasileiro. O espaço é organizado pela Fundação Biblioteca Nacional (FBN) e a embaixada do Brasil em Londres. “A CBL, por meio da missão em parceria com a Apex-Brasil, da divulgação permanente do livro brasileiro e da intensificação dos contatos com instituições de outros países que vêm sendo feita, espera contribuir para que se repita em Londres o sucesso que a participação brasileira tem obtido em todos os eventos internacionais do setor”, enfatiza Karine Pansa.

A primeira atividade da missão de editores brasileiros em Londres foi no dia 14, quando participou de evento da Pearson, uma das maiores editoras do mundo, com destaque nos segmentos técnico, científico e profissional (CTP). Dona de títulos como o jornal Financial Times, a revista The Economist e dos selos editoriais Longman, Penguin, Prentice Hall e Addison Wesley, tem significativo potencial como compradora de direitos autorais.

Ontem, dia 15 de abril, Eduardo Blucher, da Editora Blucher, integrante da missão brasileira, fez apresentação sobre o mercado nacional no segmento CTP, na sala Marlborough, um dos espaços da Feira de Londres. Em seguida, Emma House, diretora da britânica The Publishers Association, fez a mesma apresentação sobre o mercado inglês. Hoje, os editores brasileiros cumpriram suas agendas de contatos e reuniões de prospecção. Foram recebidos no Victoria and Albert Museum pelo British Council, The Publishers Association e organizadores da Feira do Livro de Londres.

Hoje, dia 17, acontece, também na London Book Fair, o Frankfurt Academy Business Breakfast, ocasião em que Karine Pansa, presidente da CBL, falará aos convidados sobre o mercado editorial brasileiro. “A presença da missão brasileira em Londres é mais um passo em nossa meta de ampliar os horizontes internacionais do livro brasileiro”, ressalta Karine Pansa, acrescentando: “Recentemente, estivemos na Feira do Livro Infantil de Bolonha e, agora, estamos criando possibilidades de negócios para o segmento CTP. Tudo isso é positivo e, tenho certeza, resultará brevemente em muitos benefícios, tanto para o mercado editorial brasileiro quanto para os nossos autores”.

Na agenda da internacionalização do mercado editorial brasileiro, o País será homenageado este ano na Feira do Livro de Frankfurt; em 2014, em Bolonha; em 2015, no Salão do Livro de Paris; em 2016, em Paris; em 2017, em Nova York; e de 2018 até 2020, nas Feiras do Livro de Guadalajara, Buenos Aires, Cape Town, Taipei, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Seul.

Entrada do pavilhão de exposição da Feira de Londres