E-books impulsionam o mercado

19/5/2013 – 21:35h

Embora entre os brasileiros não seja comum o hábito de ler, uma nova forma de leitura deixa de ser promessa para virar realidade: os e-books. A chegada de grandes grupos do setor virtual mostra que o campo editorial brasileiro é um dos mais promissores para a venda de livros digitais. Em português, já existem 11 mil publicações eletrônicas disponíveis, o que coloca o Brasil em 10º lugar entre os maiores catálogos de livros digitais do mundo. As 30 editoras que mais oferecem as versões digitais respondem por metade dos títulos.

Para o diretor-presidente da Web Consult, Leonardo Bortoletto, um ponto importante para o avanço dos livros digitais é o crescimento e a popularização dos tablets e dos smartphones. “Pesquisa realizada pela GfK Custom Research Brasil, entre janeiro e agosto de 2012, mostrou que a comercialização de tablets aumentou 267% e a venda de smartphones subiu 55% em relação ao mesmo período de 2011. Sendo otimista, esse aumento talvez indique que as pessoas desenvolvam o hábito de ler cada vez mais. O estímulo à leitura é importante para nosso desenvolvimento e formação”, ressalta Bortoletto.

Além desses dispositivos, os e-readers começam a ganhar espaço. O leitor digital, como pode ser chamado, foi desenvolvido para proporcionar o máximo de semelhança com o papel. “A tecnologia do e-reader reflete a luz como na folha, fazendo com que a leitura se torne mais agradável aos olhos, diferentemente do tablet ou computador. Além disso, a média de preço da versão virtual é, em média, 30% mais baixa que o livro convencional e é possível armazenar vários títulos no e-reader, sem pesar a bolsa ou a mochila, e ler em qualquer lugar e momento”, explica Bortoletto.

O mercado de educação investe cada dia mais em ferramentas que favoreçam o aprendizado. Nesta perspectiva, a rede de franquias Number One tem apostado em ferramentas interativas para tornar o conhecimento mais dinâmico e completo, como é o caso do e-Reader, aplicativo desenvolvido em parceria com a editora da Oxford University, com mais de 60 títulos da literatura internacional em inglês, abrangendo diferentes níveis de leitura. De acordo com a gerente de pesquisa e desenvolvimento do Number One, Ana Regina Fonseca de Araújo, todas as obras seguem os padrões internacionais de proficiência. “A proposta é incentivar a leitura e o estudo de obras em inglês. Essa atividade proporciona expansão de vocabulário, melhora a fixação de estruturas da língua e amplia a capacidade de compreensão auditiva e pronúncia em inglês”, afirma.

A biblioteca virtual só pode ser acessada pelo sistema exclusivo de relacionamento do Number One com seus alunos, o “My Place”, através de login e senha. A ferramenta ainda permite que sejam feitas marcações de palavras, anotações e, se o aluno quiser, também está disponível o áudio do texto, para que possa treinar a compreensão auditiva, fluência, pronúncia e entonação. “É tudo muito simples. Hoje em dia, com o crescimento da internet móvel, os alunos podem acessar o e-Reader de qualquer lugar, sem precisar estar preso ao computador da sua casa”, justifica Ana Regina.

Fonte: Blogmídia8