A força de um abraço

18/8/2013 – 19:46h

Na programação do último dia do Salão do Livro Infantil e Juvenil de Minas Gerais hoje foi dia da apresentação do esquete teatral sobre a história do livro que a Editora Miguilim lançou no evento: “O abraço das Cores”, de Rosa Maria Miguel Fontes, ilustrações de Nelson Tunes.

O texto do esquete foi adaptado pela própria autora do livro e a montagem envolveu 10 atores dirigidos por Elias Lima da Cia Passos de Teatro. O espetáculo teve a participação especial de Babu Xavier, da Trupe Maria Farinha, na música e efeitos especiais. Os atores que atuaram no esquete são: Maria Elis, Barbara Vieira, Kadu Barcelos, David, Natália Dias, Igor Alves, Wallace Eice, Nayara Cristina e Júlia Fontes.

A história de “O Abraço das Cores” parte de um personagem real, Camila, que gosta muito de colorir, porém, despreza o Vermelho. Daí em diante, prevalece a criatividade da autora para contar que a cor desprezada foi influenciada por este sentimento e por isso acordou aborrecida e mal-humorada.

Seu comportamento grosseiro afeta as demais cores, que se desentendem e experimentam sério conflito. Camila também é influenciada pela discórdia entre as cores e não consegue mais colorir, por que seus lápis ficam duros e imóveis como estátuas.

Em consequência da desunião, as cores se sentem fragilizadas e ameaçadas por vários fenômenos seguidos: o dia fica escuro, surgem fortes estrondos, o arco das cores balança fortemente e é banhado por uma água fria. O medo experimentado é grande e, para se protegerem das ameaças, elas se abraçam. Assim, recordam como é seguro e bom viver em harmonia.

Surge o Sol, então, para explicar para as cores que as brigas, o mal-humor e as palavras feias também agridem a natureza que também ficou brava e a consequência disto foi a tempestade. As cores aprenderam a lição. Mais do que isto descobriram que unidas formam o arco-íris tão admirado por todos, inclusive por Camila.