Em busca de talento

Nelson Tunes e Alexandre Machado: sintonia entre ilustrador e editor

30/10/2013 – 22:01h

Cada vez mais, as ilustrações são importantes na literatura infantil. A busca por um ilustrador, um estilo, um traço artístico e criativo é constante entre os editores de livros. E não tem sido diferente com Alexandre Machado, da Editora Miguilim, sempre atento às manifestações de mercado.  Aliás, para ele, que atua com a certeza de que “um livro é uma obra de arte”, tem sido uma busca refinada.

Certo dia, o editor ganhou o cartão de visita de um amigo das artes, porém, engajado com outro tipo de produção: vinil pintado à mão em pequenos mobiliários como pufes, banquetas, bandejas, cabideiros, cadeiras etc, que também são artesanais e impregnados da personalidade do seu criador. Estou falando de Nelson Tunes, cujo trabalho se encontra bastante difundido em Belo Horizonte.

Alexandre Machado, ao receber o cartão de visita, arriscou ao convidar Nelson para transpor sua experiência profissional para a literatura. Segundo o editor, “o trabalho simples, porém, com personalidade” do artista podia, sim, migrar para os livros infantis.

Nelson Tunes aceitou o desafio e o resultado revela que Alexandre realmente encontrou um artista inovador que deu grande significado a três produções da Miguilim: “Pingo D´Água”, de Eliana Sant´ana, de 2011; “O abraço das cores”, de Rosa Maria Miguel Fontes, de 2013; “Muitos jeitos de contar uma história”, de Mônica de Aquino, também de 2013, em fase de lançamento.

Cultura visual

Segundo Nelson Tunes, o editor “enxergou o estilo característico e o trabalho típico dos pequenos mobiliários no livro impresso”. Alexandre Machado explica os motivos de seu interesse: ele já tinha adquirido peças do artista e sempre admirou seu estilo original, o emprego das cores e principalmente a beleza do trabalho.

Nelson Tunes nasceu, cresceu e permaneceu cercado de arte. Sua família sempre se preocupou em incentivá-lo. Embora não tenha estudado Artes, ele experimentou várias técnicas que aprendeu principalmente com seu pai. Além disso, é bisneto e sobrinho de escultor;  irmão da designer de joias e ourives, Patrícia Tunes. Descendente de portugueses, na infância, Nelson e os irmãos absorveram arte. Suas iniciativas sempre foram valorizadas e, assim, como autodidata, foi criando o seu estilo e adotando as técnicas que o ajudavam a dar forma ao talento que aflorou.

“Tenho cultura visual, sou curioso”. Assim Nelson Tunes se define. O ateliê do artista está funcionando em sua residência e o número do seu celular é (31) 9155-8954. Os livros ilustrados por ele podem ser conhecidos no site www.editoramiguilim.com.br