“As viagens de Raoni”

16/2/2014 – 19:48h

Eu conheci Raoni e me apaixonei pela história escrita por Pedro Veludo. Naturalmente, eu o conheci lendo sua história no livro “As viagens de Raoni”, ilustrado pelo artista plástico Demóstenes Vargas, em nova edição da Editora Miguilim.

E quem não se impressionaria com as aventuras de uma criança destinada às viagens em série?

Na Arábia, por exemplo, o personagem encontrou um menino… “curioso quis saber para onde Raoni ia, mas ele disse-lhe que nunca sabia para onde ia. Só lhe poderia dizer de onde vinha”.

A estas alturas, Raoni já tinha passado pela Manchúria, Ceilão, Rio Nilo, Marrakech, Alasca, Lago Titicaca e, em cada lugar, experimentou surpresas e se saiu muito bem de cada situação.

Tantas viagens foram motivadas pelo desejo de “encontrar a coruja dourada que guarda a gruta dos corações encantados”. E por que este encantamento por tal coruja?

Assim começa a história do peregrino e o encantamento dele não é bem pela coruja e sim pelo “ovo azul tão brilhante como o Sol” que esta coruja põe. Este ovo, Raoni conheceu na Manchúria “entre os galhos de um velho tronco de cedro” e então decidiu partir em busca da coruja dourada.

Será que ele encontrou a ave? Como? Onde estaria a famosa coruja? Estas dúvidas eu vou deixar para o leitor descobrir, enquanto lê a história. O livro, que ganhou o Prêmio FNLIJ 1990, pode ser comprado em Belo Horizonte, Editora Miguilim, fone 3194-5000, e nas livrarias que a editora indicar.

Agora, convido você para saber um pouco mais sobre este talentoso autor português, Pedro Veludo, que eu entrevistei especialmente para o blog Conta uma História. Clique à direita, na categoria Entrevistas, para conhecer o autor, que como o personagem também é cidadão do mundo e tem uma bela história de vida para contar.

Na entrevista, Pedro Veludo comenta sobre sua trajetória como escritor