O melhor para crianças e jovens

22/5/2015 – 21:56h

A Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil anuncia os vencedores do Prêmio FNLIJ 2015. O prêmio foi instituído no Brasil em 1975 e tornou-se  a distinção máxima concedida aos melhores livros infantis e juvenis. Ao todo, são 17 títulos premiados, produzidos em 2014 por 13 editoras, divididos em 18 categorias.

Categoria Criança
Orie (Pequena Zahar), textos e ilustrações de Lúcia Hiratsuka (imagem acima)

Categoria Jovem Hors-Concours
Como uma carta de amor (Global), textos e ilustrações de Marina Colasanti

Categoria Jovem
Desequilibristas (Peirópolis), textos e ilustrações de Manu Maltez


Categoria Imagem
O galo e a raposa (SESI/SP), ilustrações de Alexandre Camanho (imagem)

Categoria Informativo
Carmen: a Grande Pequena Notável (Edições de Janeiro), textos de Heloisa Seixas e Julia Romeu e ilustrações de Graça Lima

Categoria Poesia
O bicho alfabeto (Companhia das Letrinhas), poemas de Poemas de Paulo Leminski; apresentação de Arnaldo Antunes e ilustrações de Ziraldo

Categoria Livro Brinquedo
O livro com um buraco (Cosac Naify), de Hervé Tullet. Tradução de Emilio Fraia Hervé Tullet

Categoria Teatro
Mania de explicação (Salamandra), de Adriana Falcão e Luiz Estellita Lins e ilustrações de Mariana Massarani

Categoria Teórico
Ofício da palavra (Autêntica), organizado por José Eduardo Gonçalves


Categoria Reconto
Minimaginário de Andersen (Companhia das Letrinhas), de Katia Canton e ilustrações de Salmo Dansa (imagem)

Categoria Literatura em Língua Portuguesa
A menina do mar (Cosac Naify), de Sophia de Mello e Breyner Andresen e ilustrações de Veridiana Scarpelli

Categoria Tradução/Adaptação/Criança
Quatro contos (Cosac Naify), de E. E. Cummings; tradução de Claudio Alves Marcondes; organização de George James Firmage e ilustrações de Guazelli

Categoria Tradução/Adaptação/Informativo
Todo dia é dia de Malala (Melhoramentos), de Rosemary McCarney e tradução de Adriana de Oliveira Silva

Categoria Tradução/Adaptação/Jovem
Stefano (Global), de Maria Teresa Andruetto e tradução de Marina Colasanti

Categoria Tradução/Adaptação/Reconto
Por que o Mar é salgado: contos populares da Noruega (Berlendis & Vertecchia), de Asbjornsen&Moe; tradução de Kristin Lie Garrudo e ilustrações de Cárcamo

Categoria Melhor Ilustração
Os três ratos de Chantilly (Pulo do Gato), textos e ilustrações de Alexandre Camanho

Categoria Melhor Projeto Editorial
Carmen: a Grande Pequena Notável (Edições de Janeiro), de Heloisa Seixas e Julia Romeu e ilustrações de Graça Lima (imagem)

Categoria Prêmio Especial/Criança
Reinações de Narizinho (Globo), de Monteiro Lobato e ilustrações de Jean Gabriel e J. U. Campos

Análise do Prêmio FNLIJ 2015

Por Leonardo Neto – PublishNews

Chama a atenção a Cosac Naify, que emplacou três títulos na lista de premiados: O livro com um buraco (Categoria Livro Brinquedo), A menina do mar (Categoria Literatura em Língua Portuguesa) e Quatro contos (Categoria Tradução/Adaptação/Criança).

Outra editora que merece destaque é a Edições de Janeiro, que emplacou apenas um título – Carmen, a pequena grande notável, mas ele foi vencedor em duas categorias: Melhor Projeto Editorial e Informativo.

Maria Colasanti e Alexandre Camanho são os autores que mais têm trabalhos na lista de premiados. A vencedora do Prêmio Jabuti do ano passado aparece como autora e ilustradora do livro Como uma carta de amor (Global) e como tradutora do livro Stefano (Global). Já Camanho aparece como ilustrador do livro O galo e a raposa (SESI/SP), vencedor na categoria Imagem, e como autor e ilustrador do livro Os três ratos de Chantily (Pulo do Gato), na categoria Melhor Ilustração.

A Companhia das Letrinhas, selo infantil da Companhia das Letras, e a Global aparecem na lista duas vezes. A Companhia faturou na categoria Poesia, com o livro O bicho alfabeto e na categoria Reconto, com Minimaginário de Andersen. Já a Global com os dois trabalhos de Marina Colasanti.