1° Circuito Cultural de Uberaba

29/6/2015 – 19:45h

Este ano, a Fundação Cultural da cidade mineira promove atrações de teatro, literatura, música e dança, por quatro meses, a partir de julho, e apresenta, entre outros grupos, os mineiros Galpão, Giramundo, Armatrux e show da paulista Tiê.

Espetáculo infantil “Festejo de Brincar” da trupe mineira "Emcantar", de Uberlândia - Fotos: Divulgação

Os meses de julho, agosto, setembro e outubro serão tomados por arte e cores na cidade de Uberaba, em Minas Gerais. Em sua primeira edição, o Circuito Cultural de Uberaba transforma em palco alguns locais já conhecidos pelos moradores. O Teatro SESI Uberaba, a Concha Acústica e até a Praça Nossa Senhora da Abadia serão cenários para espetáculos de teatro, shows de música, apresentações de dança e programação infantil. Com produção do Mercado Moderno, apresentação da SIAMIG (Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais) e apoio da Prefeitura Municipal de Uberaba, o circuito tem patrocínio da WD Agroindustrial, Delta Sucroenergia e Usina Santo Ângelo. As apresentações no Teatro SESI têm valor de R$15,00, a meia entrada, e R$30,00, a inteira. Todas as atrações realizadas no domingo serão gratuitas.

No dia 10 de julho, sexta-feira, às 20h, o Teatro SESI Uberaba (Praça Frei Eugênio, 231 – Bairro São Benedito) recebe o grupo belo-horizontino de teatro Armatrux, com o espetáculo “No Pirex”. Do gênero cômico absurdo, o espetáculo narra o encontro de cinco personagens grotescos e surreais em torno da mesa de um restaurante. Com ingredientes surrealistas e direção de Eid Ribeiro, a peça é a combinação entre teatro físico, comédia muda, clown e boas doses de manipulação de objetos cotidianos.

Com dramaturgia e direção do diretor carioca Ribamar Ribeiro, o Grupo Emcantar, de Uberlândia, canta e encanta todas as idades com teatro e música. No sábado, dia 11 de julho, às 16h, o Teatro SESI apresenta o espetáculo infantil da trupe mineira, “Festejo de Brincar”. Apresentando canções e histórias criadas pelo próprio grupo em seus mais de 18 anos de trajetória, os “emcantados” viajam em um trem movido pelas brincadeiras e festejos da infância, compartilhando ritmos e lembranças.

No domingo, dia 12 de julho, às 11h, é a vez da cantora Tiê, que leva o show do seu novo disco “”Esmeraldas à Concha Acústica (Praça Concha Acústica). Neste álbum, a cantora conta com participações como Jesse Harris e Adriano Cintra. Tiê, que já está em seu terceiro disco, é conhecida por fazer letras que se assemelham, pela delicadeza e sensibilidade, às cartas de namoro.  Para ela, esse álbum também fala de amor e é autobiográfico, como os dois outros.  A abertura será feita com a banda Nau à Deriva. Formada por quatro integrantes, a banda, natural de Uberaba, reproduz no palco um rock apaixonado e conta com influências que vão de Chico Buarque a Heitor Vila-Lobos. Para o circuito, irão levar as canções dos Los Hermanos.

Em agosto, a Mimulus Cia de Dança de BH apresenta o espetáculo “Pretérito Imperfeito”, no Teatro SESI, às 20h, na sexta-feira, dia 7. Na obra, o grupo usa a dança para salientar o tempo e convida o espectador a se lembrar do que nunca será esquecido. Com direção artística de Jomar Mesquista, o espetáculo traz pequenas e grandes memórias de cada um dos bailarinos que compõem a Mimulus Cia de Dança e, magicamente, a história da própria companhia.

No dia 8 de agosto, sábado, o teatro recebe a apresentação “Pratubatê”, do Grupo Trampulim de Belo Horizonte. Neste espetáculo, a trupe propõe que o público abandone o papel de espectador passivo e assuma o lugar de protagonista. Sob a condução de uma banda formada por três músicos e um maestro, todos participam ativamente da peça. Para isso, é disponibilizado um tambor para cada espectador. Com brincadeiras e jogos musicais, o público vivencia uma construção rítmica coletiva, experimentando a inesquecível sensação de contribuir para o pulsante resultado final: a música.

Sem perder o pique, o grupo também se apresenta no domingo, dia 9 de agosto, às 11h, na Praça Nossa Senhora da Abadia (número 323, Bairro Abadia), com o espetáculo “Uma surpresa para Benedita”. Abordando as relações de amizade e amor, a peça fala do cotidiano de maneira simples e bem-humorada, utilizando um amplo repertório de gestos, técnicas circenses e improvisações. Em 2009, Adriana Morales e Tiago Mafra ganharam prêmios de melhores atores de Teatro Infantil com este espetáculo, que também foi indicado aos prêmios SINPARC de Melhor Espetáculo de Teatro Infantil e SESC-SATED de Melhor Direção de Teatro Infantil.

Grupo Giramundo e a apresentação infantil “ Miniteatro ecológico”

O Circuito Cultural também encanta o público de Uberaba no mês de setembro. No dia 4, sexta-feira, às 20h, No Ar Cia. de Dança exibe sua arte ao público, mas dessa vez com o espetáculo de dança “Rasante”, no Teatro SESI.  Livremente inspirado na obra de Franz Kafka, propõe uma dramaturgia de corpos que se estabelece na zona híbrida entre dança e teatro. A concepção e direção são do bailarino e ator Sérgio Penna, que também atua no espetáculo ao lado de Gabriela Christófaro, Bernardo Gondim, Lourenço Marques e Grace Passô. A trilha é d’O Grivo.

A programação de sábado, dia 5 de setembro, do teatro, conta com o grupo Giramundo de BH, às 16h, com a apresentação infantil “Miniteatro ecológico”. A peça de conscientização ecológica busca sensibilizar a criança para o mundo da natureza, provocando, por meio da experiência plástica, sensorial e dramática do teatro de bonecos, sua reflexão sobre a relação do homem com o meio ambiente. Primeiro episódio do projeto, O Aprendiz Naturaltrata da educação ambiental e proteção ao meio ambiente, tendo em vista seus principais problemas, como queimadas, poluição, desmatamento, assoreamento e tráfico de espécies.

Outubro, o último mês do circuito, também está recheado de programação cultural para a cidade. O Teatro SESI recebe, no sábado, dia 3 de outubro, às 16h, o espetáculo infantil “De esconder para lembrar”, da Meia Ponta Cia de Dança, de Belo Horizonte. A obra se lança na aventura da dança contemporânea para crianças. Indo além das estruturas tradicionais das histórias infantis, a proposta desta montagem desperta a criança para o universo criativo da dança, por meio de uma poética coreografia dos sonhos e medos da infância.

Outro espetáculo infantil, “ De esconder para lembrar” , da Meia Ponta Cia de Dança

Prática de expressão livre e destinada a todos os segmentos de público, a arte de rua constrói com simplicidade a beleza da cultura. Pensando nessa premissa, às 18h do dia 4 outubro, domingo, o circuito fantasia de tablado a Praça Nossa Senhora da Abadia para o espetáculo “Os Gigantes da Montanha”, do Grupo Galpão, natural da capital mineira. A fábula narra a chegada de uma companhia teatral decadente a uma vila mágica, povoada por fantasmas e governada pelo Mago Cotrone. Escrita por Luigi Pirandello, a peça é uma alegoria sobre o valor do teatro e, por extensão, da poesia e da arte e sua capacidade de comunicação com o mundo moderno, cada vez mais pragmático e empenhado nos afazeres materiais.

Segundo Keyla Monadjemi, diretora do Mercado Moderno, e produtora do evento, o circuito busca levar atrações culturais de qualidade para toda a família, com o sábado pensado especialmente para o publico infantil. “A proposta é promovermos sempre uma programação acessível e de qualidade para a cidade, buscando proporcionar entretenimento com o melhor da cena cultural da atualidade.”, completa a produtora.