Bate-papo entre autores e leitores

24/7/2015 – 12:12h

“Jabuti entre Autores e Leitores” é o novo projeto da Câmara Brasileira do Livro. Trata-se de uma série de eventos culturais – em parceria com livrarias, bibliotecas públicas, universidades e centros culturais – com o objetivo de discutir e difundir obras contempladas com o Prêmio Jabuti. A iniciativa possibilita o encontro de autores e ilustradores com os leitores, o que sem dúvida fortalece e incentiva boas práticas de leitura.

Aliás, os leitores adoram estes encontros. As crianças, em especial, sentem-se motivadas a perguntar tudo sobre a produção literária e se mostram curiosas diante dos autores.

Dia 30 de julho, quinta-feira, às 16 horas, o bate-papo vai ser em São Paulo, no Férias da Vila, com o autor Paulo Venturelli (foto). O endereço é Livraria da Vila , Loja Lorena, Al. Lorena, 1731/SP.

No bate-papo com as crianças, Paulo Venturelli fará leitura de trechos da obra “Visita à Baleia”, contará sobre a experiência de ser vencedor do Prêmio Jabuti e também dará sugestões de como ilustrar e escrever livros. Haverá, ainda, uma oficina de origamis relacionada à história.

As ilustrações que mostramos no blog são do livro “Visita à Baleia”, Editora Positivo, de autoria de Nelson Cruz.

No dia 3 de agosto, às 19 horas, o Jabuti traz bate-papo com Ignácio de Loyola Brandão, Teatro Eva Herz, Livraria Cultura da Paulista, Av. Paulista, 2.073.

Sobre o prêmio

As inscrições para a 57a edição do Prêmio Jabuti 2015, a maior condecoração literária do país, estão abertas até o dia 31 de julho. Editores, autores, ilustradores, tradutores, capistas e designers podem inscrever seus livros em 27 categorias.

Serão aceitas obras inéditas, editadas no Brasil, inscritas no ISBN e que apresentam ficha catalográfica. Até mesmo as antologias deverão ser compostas por textos integralmente inéditos para concorrer. Os interessados em se inscrever devem acessar o site www.premiojabuti.com.br, onde está disponível o regulamento completo da premiação.

Este ano tem algumas novidades a começar por duas novas categorias: Adaptação e Infantil Digital. A primeira consiste em obras adaptadas, por meio de nova redação ou por transformação de textos em imagens, incluindo as histórias em quadrinhos. Já a segunda abrange conteúdos para o público infantil combinados a elementos multimídia interativos. Além disso, as categorias Arquitetura e Urbanismo e Artes e Fotografia foram unificadas, contemplando obras compostas por pesquisas, ensaios e textos profissionais relacionados a tais temas.

Para o presidente da CBL, Luís Antonio Torelli, as mudanças na edição de 2015 têm como propósito manter a premiação atual. “Hoje em dia, é impossível ignorar os avanços dos recursos tecnológicos. O livro digital é uma realidade dentro do mercado editorial e devemos incluí-lo como uma plataforma de leitura importante. Inclusive, essa é a base da nossa gestão: ‘mais livros em todos os sentidos’” afirma. “Para continuar sendo referência e ter reconhecimento, devemos atualizar os nossos critérios de avaliação. Afinal, temos mais de 50 anos de história”.