Exemplo de uma oficina de texto

28/1/2016 – 17:07h

Em 2015, mais de 84 mil alunos de todo o país escreveram livros em parceria com Ilan Brenman, Luis Fernando Veríssimo e Ziraldo.

2015 não foi só o ano dos livros de colorir. Para mais de 84 mil alunos, foi o ano em que escreveram um livro e, melhor, em coautoria com Ilan Brenman, Luis Fernando Veríssimo e Ziraldo, autores consagrados da literatura brasileira. Eles participaram do projeto Oficinas do Texto, uma das atividades do Educacional, conjunto de soluções para a sala de aula da Positivo Informática Tecnologia Educacional. Com esses 84 mil novos jovens autores, as Oficinas do Texto ultrapassam a marca de 1,2 milhão de livros escritos, impressos e entregues a cada aluno/ autor desde o ano 2000, quando o projeto foi criado para incentivar a leitura e a produção de textos.

Estimulante e desafiadora – como gostam crianças e jovens – as Oficinas do Texto começam com uma sequência de imagens e/ou textos produzidos por escritores e personalidades de renome. A partir daí, cada aluno – individualmente ou em grupo – produz a sua obra, escrevendo os textos e escolhendo os elementos que irão compor seu livro no ambiente virtual do Educacional, com acompanhamento do professor. Finalizada esta fase, as obras seguem para a gráfica, onde são impressas com os nomes dos alunos como coautores. Além de receber os livros impressos, os alunos também têm acesso a recursos como a geração de arquivo PDF e envio da versão virtual para amigos. Ao final do projeto, cada aluno recebe, em sua própria escola, seu livro ou jornal impresso, e também pode consultá-lo e compartilhá-lo com outros estudantes de todo o Brasil por meio da biblioteca virtual do Educacional.

No início do ano letivo de 2015, por exemplo, a Oficina do Texto propôs cinco temas: “O Elevador Mágico” (Ilan Brenman), “O Menino do Sol” e “Escola de Desenho” (Ziraldo) e “Meus Contos com Veríssimo” (Luis Fernando Veríssimo) e “Viagem no Tempo” (com foco no gênero jornalístico). Com diferentes linguagens e estilos de texto, os autores iniciaram as narrativas e cada aluno usou a criatividade para desenvolver sua própria história utilizando computadores, tablets e notebooks. Depois, cada aluno recebeu uma versão impressa na própria escola. Em algumas instituições houve, inclusive, cerimônia de entrega com a presença dos pais e sessão de autógrafos. E no caso dos alunos que participaram da Oficina “O Elevador Mágico” e gravaram o áudio de suas histórias, ainda é possível ouvi-las acessando o QRCode impresso no livro.

Ilan Brenman e Ziraldo numa das Oficinas de Texto da Positivo - Foto: Divulgação

“A Oficina do Texto é uma grande experiência pedagógica para todos os ciclos de ensino, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. O objetivo do projeto é fazer com que os alunos conheçam os mais variados gêneros narrativos, pratiquem a escrita e a interpretação de texto e exercitem a criatividade. Alguns alunos gostam tanto do projeto que escrevem vários livros durante sua vida escolar”, explica Patrícia Sprada Barbosa, coordenadora pedagógica da Positivo Informática Tecnologia Educacional

A cada ano a equipe de especialistas da Positivo e os autores parceiros renovam as propostas a fim de proporcionar experiências diferentes a alunos e professores.  “Chegar à marca de mais de um milhão de livros impressos – um recorde em projetos dessa modalidade – é um bom exemplo de como a tecnologia, quando bem aplicada, enriquece o aprendizado”, completa Patrícia.