Games podem auxiliar o aprendizado

29/4/2016 – 20:59h

Os jogos eletrônicos se bem empregados podem trazer benefícios para os usuários. E para a educação também. Especialista em soluções de educação a distância personalizadas, a empresa Orbitotal elabora games para educação e treinamento.


O ensino a distância (EAD ou eLearning) ganha um poderoso aliado: os jogos eletrônicos. Os games educacionais são uma tendência mundial e trazem para o universo dos estudos a empolgação e a motivação dos tradicionais jogos eletrônicos. É por esse e outros motivos que eles estão substituindo o ensino convencional em empresas e instituições de ensino.

Um game corporativo torna mais fácil o treinamento de equipes e estudantes, assim como o aumento do interesse e do engajamento. Um dos métodos mais conhecidos, que utiliza elementos de games para ensinar, é a gamificação (do inglês, gamification). Gamificar uma apostila ou um tutorial, por exemplo, é certeza de mais eficiência e melhor compreensão do conteúdo. “A gamificação é um recurso que pode ser utilizado para aumentar o interesse e garantir o aprendizado de uma maneira mais agradável”, aponta o diretor da Orbitotal, especialista em games para a educação, Marlon Moser.

Ele explica que o ideal é que o estudante seja motivado pela diversão do jogo, e não pela pontuação. “Nossos jogos são criados em parceria com experts em neurociência e psicologia cognitiva, para oferecer produtos que sejam mais eficientes e atraentes”, afirma.

Moser conta que um dos principais objetivos no uso dos games, é que as pessoas encontrem motivação e diversão nas tarefas que elas já têm que fazer. Sendo assim, as tarefas são realizadas com a mesma sensação positiva e divertida que os jogos tradicionais são capazes de trazer.

O uso dos games tem um forte impacto em qualquer estratégia digital. Gráficos detalhados, simulações de leis da física, animações, etc. Tudo isso faz com que os jogadores se sintam totalmente imersos em mundos alternativos. As empresas que usam jogos em seus negócios levam muito a sério o estímulo visual. “Através de análise e estudo, é possível criar simulações e jogos direcionados para interesses específicos de cada empresa, gerando assim mais aprendizado e interação entre as pessoas. Outra vantagem é que o conteúdo pode se adaptar de acordo com as necessidades e o ritmo de cada usuário.”, afirma Marlon.

Alguns elementos dos games que são mais comumente usados na educação:

•          Uso de fases para desbloquear novos conteúdos

•          Simulações de situações e ambientes

•          Trabalho em equipe para atingir objetivos

•          Desafios que requerem diferentes habilidades