Harry Potter faz a festa no Dia dos Bruxos

Após nove anos, uma nova história de Harry Potter chega aos jovens brasileiros fãs da série criada por J.K. Rowling. O livro chega antes do filme e, desta vez, através do teatro. O grande lançamento é hoje e não poderia ser numa data mais especial que o dia 31/10: Halloween e, claro, Potterday.

livro_hp8_poltrona

A partir da meia-noite desta segunda-feira, 31 de outubro, Halloween ou Dia dos Bruxos, os brasileiros poderão comprar “Harry Potter e a criança amaldiçoada”, Editora Rocco, o oitavo livro da série de J.K. Rowling, que sai com tiragem inicial de 500 mil exemplares, nas versões brochura e capa dura, ambas em papel off-white, seguindo o padrão das edições britânicas, além de uma edição em e-book.

Ao contrário das sete obras anteriores, “A criança amaldiçoada” não é um romance, mas uma peça, em cartaz em Londres desde 30 de julho e com sessões esgotadas até 2017 e também não foi escrito apenas por J.K. Rowling que contou com a atuação do dramaturgo Jack Thorne e o diretor John Tiffany. O livro é lançado a menos de um mês da estreia de “Animais fantásticos e onde habitam”, o primeiro de cinco filmes, que se passam no universo de Potter, porém, sem ter o bruxo como protagonista.

“Tantos anos após a publicação de Harry Potter e as Relíquias da Morte, o último livro da série que transformou o mercado editorial mundial e a vida de tantos leitores, é com grande alegria que trazemos para o Brasil a 8ª história de Harry Potter”, anuncia Paulo Rocco.

images

A oitava história, 19 anos depois

Sempre foi difícil ser Harry Potter e não é mais fácil agora que ele é um sobrecarregado funcionário do Ministério da Magia, marido e pai de três crianças em idade escolar. Enquanto Harry lida com um passado que se recusa a ficar para trás, seu filho mais novo, Alvo, deve lutar com o peso de um legado de família que ele nunca quis. À medida que passado e presente se fundem de forma ameaçadora, ambos, pai e filho, aprendem uma incômoda verdade: às vezes as trevas vêm de lugares inesperados.

O e-book em português é publicado pelo Pottermore, responsável pela edição digital de Harry Potter e o Mundo Mágico de J.K. Rowling em todo o mundo, simultaneamente. à edição impressa em português da Rocco.

No livro de papel, a história é contada em 352 páginas: a edição brochura custa R$ 49,50 e em capa dura custa R$ 64,50.

20161029090345474788e

Onde encontrar:

Edição brochura de Harry Potter e a criança amaldiçoada: Livraria Curitiba, Submarino, Livraria Cultura, Livraria SaraivaAmazonFnac, Livraria da Folha e Extra.

Edição capa dura de Harry Potter e a criança amaldiçoada: Livraria Curitiba, Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Amazon e Fnac, Livraria da Folha e Extra.

hp-5

 

Edição colecionador

O fenômeno editorial Harry Potter, com mais de 450 milhões de exemplares vendidos em 79 idiomas e para 200 territórios, também possui uma edição de colecionador. Os sete livros da saga foram impressos em capa dura com ilustrações inéditas e são adquiridos junto com um box exclusivo. Esta edição especial custa R$ 449,50.

29/10 é o Dia Nacional do livro

A data homenageia fundação da Biblioteca Nacional do Rio, que é considerada uma das dez maiores do mundo. Debates e lançamentos de livros celebram a data.

dia-nacional-do-livro_010O Dia Nacional do Livro é celebrado, em todo o Brasil, em 29 de outubro. A data é uma homenagem à fundação da Biblioteca Nacional do Brasil em 1810. A Biblioteca fica na cidade do Rio de Janeiro e é considerada pela UNESCO uma das dez maiores bibliotecas no gênero do mundo e também a maior biblioteca da América Latina.

O núcleo original de seu poderoso acervo, calculado hoje em cerca de 9 milhões de itens, é a antiga livraria de D. José, organizada sob a inspiração de Diogo Barbosa Machado, Abade de Santo Adrião de Sever, para substituir a Livraria Real, cuja origem remontava às coleções de livros de D. João I e de seu filho D. Duarte, e que foi consumida pelo incêndio que se seguiu ao terremoto de Lisboa de 1º de novembro de 1755.

Segundo dados do site Brasil Escola, para a primeira biblioteca do Brasil, Portugal disponibilizou um acervo bibliográfico muito rico, vindos da Real Biblioteca Portuguesa, com mais de sessenta mil objetos. O acervo era composto por medalhas, moedas, livros, manuscritos, mapas etc. As primeiras acomodações da Biblioteca foram em salas do Hospital da Ordem Terceira do Carmo, na cidade do Rio de Janeiro.

A escolha da data para celebrar o Dia Nacional do Livro foi em razão da transferência da mesma para outro local, no dia 29 de outubro de 1810, fundando-se assim a Biblioteca Nacional do Livro, pela coroa portuguesa. Da data da fundação até por volta de 1914, para se fazer consultas aos materiais da biblioteca era necessária uma autorização prévia.

O primeiro livro publicado no Brasil foi Marília de Dirceu, escrito por Tomás Antônio Gonzaga. Na época, o imperador do país fazia uma leitura prévia dos mesmos, a fim de liberar ou não o seu conteúdo, funcionando como censura. Em 1925, Monteiro Lobato, escritor e editor, autor do Jeca Tatu e do Sítio do Picapau Amarelo, fundou a Companhia Editora Nacional, trazendo grandes possibilidades de crescimento editorial para o Brasil.

14601097_10154269282098052_4390518417222573893_n

“Um dia, um rio”, lançamento em Belo Horizonte

O grave acidente ambiental de rompimento da barreira de lama da Samarco, em 5 de novembro de 2015, no subdistrito de Bento Rodrigues, em Mariana, Minas Gerais, é tema do livro infantojuvenil escrito por Leo Cunha e ilustrado por André Neves. A editora Pulo do Gato promove o lançamento em Belo Horizonte, dia 29/10, às 16 horas, no Espaço Idea, Rua Bernardo Guimarães, 1200. O lançamento será promovido junto com um bate papo com os autores seguido da venda de livros e sessão de autógrafos.

No dia 9/11, a editora promove mais um lançamento, durante a 62ª Feira do Livro de Porto Alegre, que começa hoje, dia 28/10 e segue até o dia 15 de novembro.

3i35Editora do Brasil debate sobre Literatura Infantil e Juvenil no Rio

A Editora do Brasil realiza no dia Nacional do Livro, às 14h, na Livraria Travessa, Leblon, (auditório Shopping Leblon – Av. Afrânio de Melo Franco, 290 Rio de Janeiro, RJ) uma mesa-redonda sobre Literatura Infantil e Juvenil. O debate se proporá a responder a seguinte questão:

“No mundo moderno, tecnológico e aparentemente mais atrativo, não há mais espaço para o bom e velho ato de contar histórias?”.

O evento terá a presença de importantes autores infanto-juvenis Anna Claudia Ramos, Ivan Jaf, Júlio Emílio Braz e Rogério Andrade Barbosa. A mediação do encontro será de José Prado. Após o debate, os autores autografarão seus últimos lançamentos publicados pela Editora do Brasil. Entre as novas publicações estão: “As outras pessoas”, de Ivan Jaf; “Corrupto!” e “Um encontro com a liberdade”, de Júlio Emílio Braz; “Danite e o Leão”, de Rogério Andrade Barbosa e “De metamorfoses e de sonhos”, de Anna Claudia Ramos.

 14656334_10207677978048438_2158385735866092470_n

“A Tartaruga e o coelho: uma outra história”, mais um lançamento em BH

A Rona Editora convida para os lançamentos dos livros “A Tartaruga e o Coelho: Uma outra história”, de Beatriz Myrrha, com ilustrações de Suryara Bernardi e “Caí do Ninho”, de Cecília Cavalieri França, com ilustrações de Fabiana Queiroga. Os autores estarão presentes neste sábado, dia 29 de outubro, das 16h às 17h, no Museu dos Brinquedos. Avenida Afonso Pena, 2564. Funcionários

Durante o lançamento, vai ter contação de histórias com Beatriz Myrrha e autógrafos das escritoras.

Apaixonados por livros e camisetas

A obra do escritor Maurice Sendak, “Onde vivem os monstros”, é homenageada nesta camiseta - Fotos: Divulgação

A obra do escritor Maurice Sendak, “Onde vivem os monstros”, é homenageada nesta camiseta – Fotos: Divulgação

“Alice no País das Maravilhas” é uma peça de destaque na coleção literária para crianças e adultos

“Alice no País das Maravilhas” é uma peça de destaque

 

A grife de camisetas Chico Rei tem investido muito no tema literatura com a produção de peças para crianças e adultos. Chico Rei mergulhou no universo literário e quem visitar o site www.chicorei.com.br vai descobrir camisetas lindas e baratas para comprar.

A marca, apaixonada por cultura, literatura e música, tem o fast fashion como plataforma de negócios e semanalmente lança em média cinco coleções de camisetas. A primeira loja do Brasil tem o conhecido conceito de self service, que permite ao cliente manusear os produtos, além da interação e entretenimento dentro do quiosque.

O universo mágico de C.S. Lewis dá as caras na camiseta infantil “Nárnia” e mostra o imponente Aslan

O universo mágico de C.S. Lewis dá as caras na camiseta infantil “Nárnia” e mostra o imponente Aslan

“O Pequeno Príncipe” também recebe criação especial da grife na camiseta infantil “Le Petit Prince”

“O Pequeno Príncipe” também recebe criação especial da grife na camiseta infantil “Le Petit Prince”

 

O exemplo da família

91573959-eaa8-4021-a83e-6c127c811ff1

A escritora Ana Maria Machado foi homenageada na 6ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), que aconteceu este mês, (de 13 a 16/10), na histórica cidade baiana, localizada a 130 km de Salvador. Em entrevista ao jornalista Roberto Midlej, do Correio 24Horas, ela voltou a falar sobre um ponto que muito preocupa os pais: os filhos que não gostam de ler. Como estimular as crianças para a leitura? Ana Maria Machado responde:

images-2“O que estimula a criança a ler é o exemplo. O exemplo estimula a aprender qualquer coisa. Se a criança come de garfo e faca é porque vê os pais comerem assim. Mas se ela mora numa sociedade, onde adultos comem com a mão, ela vai comer com a mão. Então, se ela mora numa família ou numa sociedade em que ninguém lê, ela não vai se interessar por leitura. Mas se as pessoas em volta dela leem e falam sobre livros, ela vai se interessar, porque ler é uma atividade como outra qualquer. Eu tive uma livraria por 18 anos no Rio de Janeiro e nunca encontrei uma criança que não gostasse de ler. Ela podia não gostar de ler um ou outro tipo de livro, mas logo descobria outro, futucava e encontrava. E a concorrência da leitura com outras coisas, sempre houve”.

images-4A carioca Ana Maria Machado, 74 anos de idade, escreve há 40 anos. Tem mais de 100 livros publicados (dos quais 9 romances e 8 de ensaios), mais de vinte milhões de exemplares vendidos, publicados em vinte idiomas e 26 países. Ela é vencedora do Prêmio Jabuti por três vezes e ganhou também o mais importante prêmio da literatura infantojuvenil mundial: o Hans Christian Andersen, pelo conjunto da sua obra, em2000 além de outros prêmios internacionais. Durante dois anos, 2011 a 2013, presidiu a Academia Brasileira de Letras.

images-3

No link, a relação de livros infantis dessa escritora: http://www.anamariamachado.com/livros/infantis

Mais uma biblioteca para Belo Horizonte

Desde o início deste mês o espaço da Fundação Torino, no Belvedere, está aberto à população da cidade. São mais de 19 mil obras em italiano, português, inglês, francês e espanhol.

biblioteca-dante-alighieriA comunidade de Belo Horizonte e região conta com mais uma biblioteca: a Dante Alighieri. Pertencente à Fundação Torino Escola Internacional, a biblioteca oferece seus serviços para o grande público e de forma gratuita. O acervo – composto por obras em italiano, português, inglês, francês e espanhol – está disponível à comunidade para empréstimos e consultas no próprio espaço, instalado na Escola, no bairro Belvedere. Essa iniciativa é uma parceria da Fundação Torino Escola – Internacional com a Casa Fiat de Cultura, que doou várias obras para o acervo e ainda manterá em suas dependências, na Praça da Liberdade, um totem para consulta e reservas dos títulos disponíveis.  Ambas as instituições acreditam que a biblioteca não pode ser um grande armazém de livros, e, sim, um polo de conhecimento compartilhado. Partindo dessa premissa é que a parceria entre a Fundação Torino Escola Internacional e a Casa Fiat de Cultura busca aproximar o grande público dos serviços da biblioteca.

A Dante Alighieri foi pensada para não ser apenas capaz de abrigar os livros, mas de propiciar rituais agradáveis de leitura, além de promover o gosto pelas histórias e ampliar o repertório de seus usuários. Através de seu acervo – composto por obras em italiano, português, inglês, francês e espanhol, além de uma obra rara, de 1927, de Os Sertões de Euclydes da Cunha, a biblioteca busca estabelecer o necessário diálogo entre tradição e modernidade. No espaço são oferecidas salas de estudos individual e coletivo e as obras são organizadas utilizando código de cores proporcionando melhor visualização e fácil localização.

dante_alighieri_-_bibliotecaClássicos de escritores de fama mundial, como Dostoiévski, William Shakespeare e Jorge Amado estão disponíveis em mais de um idioma na Biblioteca. O acervo conta ainda com exemplares de catálogos de 18 exposições realizadas na Casa Fiat de Cultura. Rodin, Chagall, Guignard, Caravaggio são alguns dos artistas que têm seus trabalhos registrados nestes catálogos.

Como fazer o empréstimo de livros

 Os interessados em fazer empréstimos precisam apresentar documentos pessoais e comprovante de endereço. A partir do cadastro, a pessoa tem direito a três publicações emprestadas por um período de sete dias. As normas para empréstimos e outros serviços estão no Regulamento da Biblioteca e podem ser acessadas pelo site: www.fundacaotorino.com.br

A biblioteca funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h45, Rua Jornalista Djalma Andrade, 1300 – Belvedere. Entre em contato por meio do e-mail: biblioteca@fundacaotorino.com.br ou pelo telefone: 3289-4237.

Outros espaços

Segundo o portal Uai, Belo Horizonte conta com 23 bibliotecas públicas. É a segunda cidade brasileira com mais equipamentos públicos dessa natureza. São Paulo tem 132. Há 15 unidades em centros culturais da capital mineira e em três regionais da prefeitura, além da Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte (na antiga Fafich, no Bairro Santo Antônio) e a unidade que funciona no Centro de Referência da Moda (na esquina de Avenida Augusto de Lima com Rua da Bahia, no Centro). Aos domingos, funciona um Ponto de Leitura no Parque Municipal.

A Fundação Municipal de Cultura calcula que anualmente os equipamentos ligados à prefeitura atendem 160 mil pessoas, emprestam cerca de 40 mil livros e promovem cerca de 800 atividades, entre oficinas, rodas e clubes de leitura e palestras de escritores. O acervo conta com 160 mil volumes.

Em BH, o cidadão conta com bibliotecas no Espaço Cento e Quatro, Museu de Arte da Pampulha, Museu Histórico Abílio Barreto, Arquivo da Cidade de Belo Horizonte, Associação Brasileira dos Judeus Descendentes da Inquisição, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha), Sesc MG e a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, além de unidades ligadas às universidades UFMG, Izabela Hendrix, Newton Paiva, Fead, UNA, UFMG, Fumec, Uemg, PUC Minas, UniBH e Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia.

Dados importantes

97% dos 5,4 mil municípios brasileiros têm biblioteca pública

61% dos usuários no Sudeste procuram bibliotecas para pesquisas escolares

835 dos 853 municípios mineiros contam com biblioteca pública, de acordo com o IBGE

2,12 bibliotecas por 100 mil habitantes na Região Sudeste

4,14 bibliotecas por 100 mil habitantes em MG, o terceiro estado no ranking nacional

Os 10 finalistas do 58º Prêmio Jabuti

A apuração realizada hoje revelou os 10 finalistas das 27 categorias do prêmio, entre os mais de 2.400 inscritos. Pais e educadores podem tomar a relação de finalistas, que divulgamos abaixo, como referência de livros para serem lidos  pelas crianças e jovens.

viewimage
A Câmara Brasileira do Livro (CBL) realizou hoje (21/10), a apuração dos finalistas do 58º Prêmio Jabuti. Nesta fase foram selecionados os finalistas das 27 categorias do prêmio, entre os mais de 2.400 inscritos ao total. Formado por especialistas de cada categoria, o Júri foi indicado pelo Conselho Curador do Prêmio, composto por Marisa Lajolo, Antonio Carlos de Morais Sartini, Frederico Barbosa, Luís Carlos de Menezes e Pedro Almeida. A relação de finalistas foi validada pelo Conselho Curador e pela Auditoria Ecovis Pemom, e já está disponível em www.premiojabuti.org.br.

Para esta edição, o Prêmio Jabuti traz ainda uma novidade em uma parceria inédita com a Amazon.com.br, as obras finalistas das categorias Romance, Contos & Crônicas e Poesia concorrerão  ao prêmio Escolha do Leitor, decidido pela avaliação dos leitores,  pelo site www.amazon.com.br/premiojabuti.  Pelo site, os leitores poderão conhecer os títulos, baixar suas amostras gratuitas ou ainda comprar em formato eBook, além de realizar as avaliações.

A segunda fase do prêmio, avaliará e atribuirá notas a todas as obras finalistas da primeira fase. As três obras que receberem a maior pontuação dos jurados, nesta fase, cuja a apuração será no dia 11 de novembro, serão consideradas vencedoras em sua categoria, em primeiro, segundo e terceiro lugares.

A cerimônia de entrega do Jabuti acontecerá dia 24 de novembro, no Auditório Ibirapuera. Os primeiros colocados de todas as categorias que compõem o prêmio receberão o troféu Jabuti e R$ 3,5 mil; também os vencedores dos segundos e terceiros lugares ganharão o troféu. Neste dia, também serão revelados os vencedores do Livro do Ano – Ficção e Livro do Ano – não Ficção que serão comtemplados, individualmente, com o prêmio de R$ 35 mil, além da estatueta dourada.

Divulgamos abaixo os 10 finalistas em literatura infantil e juvenil. As demais categorias podem ser consultadas no site do prêmio.

Ilustração de Livro Infantil ou Juvenil

Título: A Mentira da Verdade – Ilustrador(a): Joaquim de Almeida – Editora: Edições SM

Título: A Vida Oculta de Fernando Pessoa – Ilustrador(a): Alexandre Leoni – Editora: Sesi-Sp Editora

Título: Flávia e o Bolo de Chocolate – Ilustrador(a): Bruna Assis Brasil – Editora: Editora Rocco

Título: Lá e Aqui – Ilustrador(a): Odilon Moraes – Editora: Editora Zahar

595586_minha-vo-sem-meu-vo-728087_l3_636095300957074000Título: Minha Vó Sem Meu Vô – Ilustrador(a): Mariângela Haddad – Editora: Miguilim

Título: O Barco dos Sonhos – Ilustrador(a): Rogério Coelho – Editora: Editora Positivo

Título: Quando Tudo Começou – Bruna Vieira em Quadrinhos – Ilustrador(a): Lu Cafaggi – Editora: Nemo

Título: Roupa de Brincar – Ilustrador(a): Elma – Editora: Editora Pulo do Gato

Título: Tapajós – Ilustrador(a): Fernando Vilela – Editora: Brinque-book

Título: Uniforme – Ilustrador(a): Renato Moriconi – Editora: Edições de Janeiro

Infantil

Título: A Divina Jogada – Autor: José Santos – Editora: Editora Nós

606138_cores-dos-passaros-as-733599_l1_636045994577142000Título: As Cores dos Pássaros – Autor: Lúcia Hiratsuka – Editora: Editora Rovelle

Título: Haicais Visuais – Autor: Nelson Cruz – Editora: Editora Positivo

Título: Hortência das Tranças – Autor: Lelis – Editora: Abacatte Editorial

Título: Inês – Autor: Roger Mello – Editora: Companhia das Letrinhas

Título: Lá e Aqui – Autor: Carolina Moreyra e Odilon Moraes – Editora: Editora Zahar

Título: Malala, a Menina que Queria ir para a Escola – Autor: Adriana Carranca – Editora: Companhia das Letrinhas

Título: O Barco dos Sonhos – Autor: Rogério Coelho – Editora: Editora Positivo

Título: O Silêncio em Apuros – Autor: Texto: Vanessa Prieto – Ilustração: Marina Faria – Editora: Independente

Título: Roupa de Brincar – Autor: Eliandro Rocha – Editora: Editora Pulo do Gato

Infantil Digital

Título: Benjamin, o Menino Feliz – Autor: Rogério Fernandes – Editora: Uni Duni Editora

Título: Chapeuzinho Vermelho – Autor: Luis Augusto – Editora: Humanidades Educação

Título: Chove Chuva – Aprendendo com a Natureza: Sabedoria Popular – Autor: Magali Queiroz – Editora: Alis Editora

livro-quem-le-sabe-por-que-dois-gatos-fazendo-hora-guilherme-mansur-2301136Título: Dois Gatos Fazendo Hora – Autor: Guilherme Mansur – Editora: Sesi-Sp Editora

Título: Longas Sombras – Autor: Cris Eich – Editora: Editora Sesi-Sp

Título: Mãos Mágicas – Autor: Tereza Yamashita – Editora: Editora Sesi-Sp

Título: Máximo Músico Passeia pela Orquestra – Autor: Hallfrídur Ólafsdóttir e Palavra Cantada – Editora: Editora Melhoramentos

Título: Não, Sim, Talvez – Autor: Raquel Matsushita – Editora: Sesi-Sp Editora

Título: Pequenos Grandes Contos de Verdade – Autor: Oamul Lu e Isabel Malzoni – Editora: Editora Caixote

Título: Presentes de Gregos – Autor: Elenice Machado de Almeida – Editora: Sesi-Sp Editora

Juvenil

Título: A Fofa do Terceiro Andar – Autor: Cléo Busatto – Editora: Galera Record

Título: Agentes Especiais e o Mistério na Fábrica de Celulares – Autor: Vinicius Campos – Editora: Sesi-sp Editora

Título: As Vidas e as Mortes de Frankenstein – Autor: Jeanette Rozsas – Editora: Geração

Título: Cartas a Povos Distantes – Autor: Fábio Monteiro – Editora: Paulinas

Título: Castelo de Areia – Autor: Menalton Braff – Editora: Editora Moderna

Título: Dani das Nuvens – Autor: Jane Tutikian – Editora: Atual Editora

Título: Iluminuras – Autor: Rosana Rios – Editora: Editora Lê

Título: Lorde Creptum – Autor: Gustavo Piqueira – Editora: Editora Pulo do Gato

o-labatruz-e-outras-desventuras-judith-nogueira-8565850188_200x200-pu6ea93d3a_1Título: O Labatruz e Outras Desventuras – Autor: Judith Nogueira – Editora: Quatro Cantos

Título: Surpreendente! – Autor: Maurício Gomyde – Editora: Intrínseca

Título: Três Maneiras de Manter a Alma Unida ao Corpo – Autor: Ivan Jaf – Editora: Scipione

Título: Um Conto por um Guaraná – Autor: Fernando A. Pires – Editora: Abacatte Editorial

Título: Um Menino Chamado Vlado – Autor: Marcia Camargos – Editora: Autêntica / Instituto Vladimir Herzog

Título: Ventania Brava – Autor: Luiz Bras – Editora: Sesi-Sp Editora

Título: Vento Forte, de Sul e Norte – Autor: Manuel Messias da Silva Filho – Editora: Editora do Brasil

Prêmio Jabuti: hoje é dia importante

Os finalistas serão anunciados até o final do dia de hoje. Logo após, o leitor vai ter participação inédita, pois a Câmara Brasileira do Livro e Amazon.com.br lançam o prêmio Escolha do Leitor para esta edição do Prêmio Jabuti. As Categorias de Romance, Contos & Crônicas e Poesia receberão, além do prêmio do júri, prêmio baseado em avaliações feitas no site da Amazon.com.br

A Amazon.com.br e a Câmara Brasileira do Livro se uniram para inovar nesta 58ª edição do Prêmio Jabuti, o mais renomado prêmio de literatura do Brasil. Este ano, as obras finalistas das categorias Romance, Contos & Crônicas e Poesia concorrerão a um prêmio adicional, decidido pela avaliação dos leitores.

Os livros finalistas serão anunciados hoje, 21 de outubro, e após o anúncio os leitores poderão acessar o site www.amazon.com.br/premiojabuti para conhecer os títulos, baixar suas amostras gratuitas ou ainda comprar em formato eBook. Clientes da Amazon.com.br poderão deixar uma avaliação – sem a necessidade de adquirir a obra avaliada – e ao final de um mês, junto com o anúncio das obras vencedoras, serão nomeados os ganhadores do Prêmio Jabuti Escolha do Leitor.

Segundo Marisa Lajolo, curadora do Prêmio Jabuti, essa nova categoria aproximará ainda mais o público final com a premiação. “É para todo o povo do livro celebrar este desdobramento do Prêmio Jabuti: a voz do leitor sinalizando seus preferidos entre os finalistas de categorias literárias vai ampliar muito a discussão sobre leitura e literatura.  O que é ótimo!”, afirma Marisa.

“Para nós da Amazon.com.br é uma honra levar os livros finalistas do Jabuti – o mais prestigioso prêmio literário do país – para um público mais amplo por meio desta ação com a CBL”, diz Alex Szapiro, country manager da Amazon.com.br. “Os eBooks e a mobilidade têm papel fundamental neste prêmio, pois os leitores poderão conhecer, avaliar, comprar e ler os livros finalistas do Jabuti que estiverem disponíveis em poucos cliques nos seus smartphones ou tablets.”

Todos os livros digitais Kindle – bem como suas amostras gratuitas – podem ser lidos nos e-readers da família Kindle, bem como em qualquer navegador pelo Cloud Reader, disponível em http://ler.amazon.com.br e pelo aplicativo de leitura Kindle para computadores, smartphones e tablets iOS ou Android.

“Um dia, um rio”

Tragédia da lama da cidade mineira de Mariana é tema de livro infantil.

14795653_10154249574323052_2138175460_o-1

A Editora Pulo do Gato promove o lançamento do livro “Um dia, um rio”, escrito por Leo Cunha e ilustrado por André Neves, em três cidades brasileiras: São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre.

“Acredito que o papel deste livro, antes de mais nada, é encantar o leitor pela arte da palavra e da imagem. É o maior papel da literatura infantil. Além disso, esse livro vai tratar de forma poética e delicada um tema pesado e importante da nossa época: a valorização da natureza, dos rios, das praças, das comunidades, do convívio social, das brincadeiras  infantis, todos postos em risco pela ganância das grandes empresas que não fazem o mínimo para nos proteger”, explica o autor Leo Cunha.

“Um dia, um rio” é um lamento, um grito de socorro tardio de um rio indefeso que não tem como reagir ao ser invadido pela lama da mineração que destrói suas águas e as vidas que abriga. O livro traz a fala doce e amargurada de um rio que perdeu sua vocação e sua voz e que por isso lamenta sua sina como se cantasse uma triste modinha de viola, recordando o tempo em que alimentava de vida seu leito, suas margens e as regiões por onde passava.

Com lirismo e contundência dialoga sobre o desastre ambiental que abalou a Bacia do Rio Doce, em 2015. O mesmo trágico destino que segue destruindo a vida de muitos rios brasileiros.

Leo Cunha conta como surgiu a ideia de fazer o livro: “Minha amiga, Márcia Leite, da Editora Pulo do Gato, me escreveu, em março de 2016, pra dizer que queria publicar um livro de literatura infantil inspirado na tragédia do Rio Doce. Márcia tinha a sensação de que o autor deveria ser um mineiro e, mais, deveria ser eu. Por pura intuição, ela me escolheu para este desafio. Tentei escrever a história ao mesmo tempo como um lamento, um grito de alerta e uma homenagem ao Rio Doce e a todos os rios que ainda banham, alimentam e enriquecem o nosso povo. E as maravilhosas imagens do André Neves mudaram o curso do texto e deram outra dimensão ao livro. Enxuguei daqui e dali, deixando só mesmo o que era essencial pra contar a história. Viva os rios e a poesia”.

Leo Cunha é tradutor, escritor e jornalista mineiro. Publicou mais de 40 livros e é graduado em Jornalismo e Publicidade (PUC-MG), pós-graduado em Literatura Infantil (PUC-MG), Mestre em Ciência da Informação e Doutor em Cinema (UFMG).

André Neves nasceu em Recife, Pernambuco. Escritor e ilustrador tem dezenas de livros publicados no Brasil e no exterior, além de prêmios nacionais e internacionais em reconhecimento ao seu trabalho. Dedica-se à arte de escrever e ilustrar para crianças de todas as idades.

um-dia-um-rio_capa_baixa-1-550x684

Protesto com arte

Em rede social, o jornalista Sílvio Ribas, assessor parlamentar no Senado Federal, comentou a respeito do lançamento:

“Com ‘Um dia, um rio’, o amigo Leo Cunha não apenas acrescenta mais um belo livro à sua série premiada de obras. Ele dá sua contribuição a uma luta que deve ser a luta de todos os brasileiros. Um crime matou uma bacia hidrográfica inteira, a do grandioso Vale do Rio Doce, transformando pescadores em catadores de lixo, deixando cidades com sede e enlameando a nossa história. Peço a todos que também prestem atenção no Velho Chico. Ele é a próxima vítima”.

Lançamentos confirmados

22 de outubro, sábado, de 10:00 às 14:00 horas, São Paulo – Livraria NoveSete, Av. França Pinto, 97 – São Paulo.

Autógrafos e mesa-redonda com o Leo cunha, André Neves, Márcia Leite e Daniela Padilha

29 de outubro, sábado, Belo Horizonte

9 de novembro, quarta-feira, Porto Alegre

“De caso com a palavra”

A escritora Cléo Busatto (foto abaixo) lança o projeto literário que, ao todo, vai percorrer 18 cidades do Paraná com oficinas e fórum gratuitos sobre literatura. Até início de dezembro serão quatro regiões do Estado.

image001

A partir do mês de outubro, 18 cidades paranaenses irão receber o projeto literário “De caso com a palavra: segunda edição”, de autoria da escritora Cleo Busatto. O projeto visa à formação de atendentes de bibliotecas, bibliotecários e mediadores de leitura da Rede de Bibliotecas Públicas do Paraná, das bibliotecas escolares e de instituições da comunidade, por meio de duas ações: a oficina de formação de mediadores e o fórum sobre leitura e literatura.  O fórum terá a participação de grandes nomes da literatura, como Luís Henrique Pellanda, Alicce Oliveira, Mari Inês Piekas e Marta Morais da Costa, e as oficinas serão ministradas por Cléo Busatto.

“O projeto chega à segunda edição com o propósito de formar mediadores que tornem a literatura  mais acessível e parte do cotidiano. Nosso objetivo é formar atendentes qualificados e que possam formar leitores mais conscientes”, conta Cléo Busatto.  A primeira edição do “De caso com a palavra”, que aconteceu entre 2012 e 2013, formou 470 profissionais do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas Municipais PR e beneficiou 5,7 mil pessoas.

A oficina de formação de mediadores de leitura é intitulada “Leitura literária: promoção e formação do mediador” e irá capacitar mediadores de leitura, por meio da integração da palavra falada e da palavra escrita às diversas áreas de conhecimento. O fórum, que inicia somente a partir de setembro de 2017, irá apresentar o tema “Os efeitos e afetos da literatura na nossa vida”. A participação na oficina acontece mediante inscrição no site http://cleobusatto.com.br/ e é gratuita, com quatro vagas disponíveis por município. A formação integra as metas estabelecidas para o Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura – PELLL.

banner_site_cleo_ok

Calendário para 2016

Medianeira: 18, 19 e 20 outubro de 2016

Guaíra: 8, 9 e 10 novembro de 2016

Ampére: 22, 23 e 24 novembro de 2016

Pato Branco: 6, 7 e 8 dezembro de 2016

Carga Horária: 40 horas

20 horas presenciais:

1º dia: 8h30 às 12h30 – 14h às 18h

2º dia: 8h30 às 12h30 – 14h às 18h

3º dia: 8h às 12h

20 horas-atividade (Elaboração e aplicação de projeto)

Sobre a escritora

Cléo Busatto é uma artista da palavra. Autora de mais de 20 obras, entre literatura para crianças e jovens, teóricos sobre oralidade e CD-ROMs, que venderam em torno de 190 mil exemplares. Catarinense radicada em Curitiba (PR), Cleo é mestre em teoria literária pela Universidade Federal de Santa Catarina e pesquisadora transdisciplinar, formada pelo Centro de Educação Transdisciplinar de São Paulo.

Nos últimos cinco anos, como narradora oral, contou histórias para mais de 100 mil pessoas no Brasil e exterior, e como especialista e mediadora de projetos sobre oralidade, leitura e literatura, formou mais de 50 mil pessoas. Como escritora infantojuvenil é autora de A Fofa do Terceiro Andar, Mitologia dos 4 Elementos, Paiquerê, O Florista e a Gata, entre outras obras.

 

A surpresa da semana

O músico Bob Dylan, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura deste ano, também é escritor do livro infantil If not for you (Atheneum), ilustrado por David Walker.

xvbnb3luq4fyynlxplntr12czwg8va4ste0wzkwoinkt2kgwwvlykaea2blwdumso3gqe0ekhrakcaye9-png-pagespeed-ic-xfwo3hh9q2-jpg

Surpreendentemente, o Prêmio Nobel de Literatura 2016 foi outorgado a um músico americano, Bob Dylan, 75 anos de idade. O Portal G1, no dia do anúncio feito pela Academia Sueca, informou que a opção por um músico – e não por um escritor de ofício – soa incomum, mas o nome do Dylan vinha sendo cotado havia muitos anos. Também poeta e com diversos livros lançados (veja lista no site http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2016/10/bob-dylan-ganha-o-premio-nobel-de-literatura-2016.html), o artista é aclamado, sobretudo, pelo lirismo de suas letras.

Leia abaixo, a análise feita pelo site literário PublishNews assinada por Carlo Carrenho, Leonardo Neto e TalitaFacchini:

“Depois de ser adiado em alguns dias, o vencedor do 113º Prêmio Nobel de Literatura foi anunciado dia13/10 na Bolsa da cidade de Estocolmo, na Suécia. Bob Dylan foi escolhido pelo júri “por ter criado novas expressões poéticas dentro da grande tradição da música americana”.

O cantor e compositor que escreveu seus primeiros poemas quando tinha apenas 10 anos, já tem 30 livros publicados, sendo o último deles, o livro infantil If not for you (Atheneum), ilustrado por David Walker nas imagens abaixo. Para se ter o tamanho do vigor da obra musical de Dylan, em 2014, a Simon & Schuster reuniu, em um único volume, todas as letras de músicas escritas por ele e o resultado foi um catatau de seis quilos.

if-not-for-you-9781451648812_hr

Ganhador do prêmio de £ 740 mil (o equivalente a cerca de R$ 2,9 milhões), Bob não era tido como favorito, tendo concorrido com nomes como Philip Roth, romancista norte-americano, considerado um dos maiores escritores da segunda metade do século XX e o acadêmico italiano Claudio Magris, frequentemente indicado ao prêmio.

A secretária permanente do prêmio, Sara Danius, defendeu a escolha do júri dando destaque para a originalidade e a capacidade de se reinventar de Dylan e ainda comparou seus textos aos de Homero, autor de Ilíada e Odisseia, dizendo que “são textos que foram feitos para serem ouvidos”.

Por coincidência, no dia do anúncio de Bob Dylan como o novo Nobel de Literatura, Dario Fo, ganhador da láurea em 1997, morreu em Milão, aos 90 anos. O dramaturgo e comediante italiano reuniu, em sua obra, mais de uma centena de textos teatrais, dentre as quais se destacam Mistero Buffo e Morte acidental de um anarquista. Dario estava internado para tratar de problemas respiratórios”.9781451648812_in01