O grande festival dos Quadrinhos

Belo Horizonte é sede de um Festival Internacional de Histórias em Quadrinhos que está entre os mais conceituados do mundo: a 10ª edição do FIQ-BH será realizada de 30 de maio a 3 de junho e tem entrada gratuita para o público. Os convidados internacionais são o britânico Dave McKean, a belga Flore Balthazar, a francesa Gauthier, a alemã Claudia Ahlering e os italianos Zerocalcare e Mario Alberti. A homenageada dessa edição do festival é a brasileira Érica Awano e os demais convidados nacionais são Eloar Guazzelli, Marcelo D’Salete, Dika Araújo, Rebeca Prado e Cris Eiko.

header-1

O FIQ-BH é o maior evento da América Latina dedicado ao gênero dos quadrinhos e será realizado em Belo Horizonte de 30 de maio a 3 de junho de 2018, na Serraria Souza Pinto. Além das oficinas, a edição de 2018 contará com mesas redondas, bate-papos, exposições, lançamentos, sessões de autógrafos e atividades interativas. Todas as atrações têm entrada gratuita. O FIQ-BH é correalizado pelo Instituto Periférico e conta com os patrocínios da Oi e da Cemig, viabilizados por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

AwanoUma das presenças confirmadas no evento é a da homenageada da 10ª edição do FIQ-BH: Érica Awano (foto), profissional de destaque entre os quadrinistas brasileiros, com reconhecida projeção internacional. Formada em Letras e Literatura pela USP, Érica Awano começou a trabalhar profissionalmente com a minissérie em quadrinhos “Street Fighter Zero 3”, escrita por Marcelo Cassaro, parceria que se repetiu na premiada série “Holy Avenger”, título que durou 42 edições – na época, considerado o quadrinho nacional mais longevo para público adolescente – e “DBride”, publicada originalmente dentro da revista Dragon Slayer. As duas histórias são ambientadas em um cenário de jogo de RPG (Role Playing Game) chamado “Tormenta”, título para o qual a desenhista vem atuando também como ilustradora, tanto em capas como na criação visual de vários personagens e cenários.

Trabalho de Érica Awano

Trabalho de Érica Awano

Érica trabalhou para o mercado estadunidense e europeu em títulos como “Warcraft Legends”, série de mangá ambientado no famoso jogo “World of Warcraft” e “The Complete Alice in Wonderland”, roteirizada por Leah Moore e John Reppion, colorida por PC Siqueira. Em 2006, participou do álbum em comemoração aos 25 anos de “O Menino Maluquinho de Ziraldo”; em 2009, do álbum “MSP 50” em homenagem aos 50 anos de carreira de Mauricio de Sousa, onde escreveu e desenhou uma história do Chico Bento; em 2016, “Memórias do Maurício”, ilustrando o relato do encontro e amizade com Osamu Tezuka, considerado por muitos como o pai do mangá moderno.

Série “GGWP” assinada por Érica Awano

Série “GGWP” assinada por Érica Awano

O trabalho mais recente no mercado brasileiro de Érica Awano é de 2017 na série “GGWP” produzida pela Riot Games do Brasil, baseada em relatos de jogadores em partidas de “League of Legends”.

Além da homenageada, também têm presença confirmada no FIQ-BH quadrinistas como a belga Flore Balthazar, a francesa Gauthier, o italiano Zerocalcare, Eloar Guazzelli, Marcelo D’Salete, Dika Araújo e Cris Eiko, responsável pela identidade visual do FIQ-BH 2018.

Em 1997, quando Belo Horizonte comemorou seu primeiro centenário, a capital foi sede de diversos eventos e homenagens. Um deles, em especial, chamou a atenção de todos, com convidados nacionais e internacionais de renome, transformando BH, pela primeira vez, no maior ponto de encontro latino-americano de HQs. Era a 1ª Bienal de Quadrinhos, realizada nos espaços nobres e históricos da Serraria Souza Pinto. A partir de 1999, rebatizado como Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), o evento configurou-se como referência obrigatória para os quadrinistas e hoje pode ser considerado o principal do gênero na América Latina.

O FIQ-BH é um espaço propício para o encontro de profissionais e a troca de experiências artísticas e pedagógicas relacionadas à linguagem da arte sequencial. Além das diversas atividades oferecidas, artistas acadêmicos convidados estimulam a capacitação de profissionais e incentivam formação de jovens quadrinistas. A edição mais recente do FIQ-BH, realizada em 2015, recebeu mais de 80 mil pessoas do Brasil e de outros países.

10º Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte (FIQ-BH)

Entrada gratuita – Informações: www.fiq.pbh.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *