“Os contos de Mamãe Gansa”

untitled 3O Dia das Mães me faz lembrar da mãe mais famosa e antiga da literatura562031c7-6b23-4fa7-bc20-70b94bb95981 infantil: a Mamãe Gansa, uma figura usada como modelo de uma “mãe” que se reúne com filhos para narrar histórias. Foi assim que o escritor Charles Perrault a concebeu e Gustave Doré desenhou. O livro “Os contos de Mamãe Gansa” é muito antigo e, por isso, já tem várias edições no mercado. Reúne as mais tradicionais histórias, que vêm se perpetuando através dos tempos, e fazendo muitas gerações de crianças felizes.

 

Maria Helena Rubinato Rodrigues de Sousa *

Charles Perrault, membro da Academia Francesa, nasceu em Paris no ano de 1628. Escritor e poeta, Perrault é considerado o Pai da Literatura Infantil. Deu-lhe, por assim dizer, o selo de qualidade que ela necessitava ao reunir em um livro histórias às quais deu o nome de “Histórias ou Contos de Tempos Idos Com Fundo Moral”, com o subtítulo “Contos da Minha Mãe Gansa”.

mother-goose_2_3A Mamãe Gansa, como ficou mais conhecida no Brasil, era personagem muito antigo no folclore europeu, a velha da aldeia que contava histórias mágicas para as crianças. Perrault, ao escrever seu livro, resolveu atribuir as histórias a essa figura já muito conhecida dos pequenos. Nenhum dos contos era original. Bastante conhecidos, passavam de geração em geração. Perrault deu-lhes o tratamento literário que fez de seu livro uma das obras-primas da literatura universal.

Gustave Doré nasceu em 1832, na cidade de Estrasburgo. Foi um dos maiores ilustradores de todos os tempos. 204 anos depois do seu nascimento aconteceu o que raramente acontece: a maturidade artística de um ilustrador coincidir com o súbito interesse de colecionadores por reedições, ilustradas, de obras-primas da Literatura Universal. Seu trabalho enriqueceu edições de obras-primas da literatura, como A Comédia, de Dante, Don Quixote de la Mancha, de Cervantes e muitos outros.

mamae gansaEm 1862, Stahl-Hetzel, editores em Paris, resolveram lançar, com o título Os Contos de Perrault, o livro de Perrault ilustrado por Doré. O que fez de “Os Contos da Minha Mãe Gansa” uma edição cobiçada até hoje (o livro leva a assinatura do filho de Charles, Pierre Perrault).

As gravuras de Gustave Doré descrevem de modo excepcional todo o espírito fantástico, absurdo e encantador dos contos de fada que até hoje intrigam, assustam e divertem as crianças e… os adultos que não desaprenderam a sonhar.

*  Professora e tradutora, escreve semanalmente para o Blog do Noblat desde agosto de 2005.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *