“O livro acolhe, abriga e ensina”

Em Belo Horizonte, os passageiros dos 3 mil coletivos BRT Move e BHBus sempre deparam com uma sacola dentro do ônibus para coleta de livros. Este ano, a campanha do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte já ajudou a arrecadar da população 250.367 livros entre obras literárias, didáticas e religiosas, que estão sendo entregues à 329 entidades e instituições cadastradas, beneficiando 151.567 pessoas. A matéria abaixo dá um exemplo de como os livros são entregues a esses locais principalmente  hospitais, creches e escolas.

A Fundação Sara Albuquerque Costa recebeu 500 livros destinados à biblioteca de Belo Horizonte e Montes Claros

Fundação Sara Albuquerque Costa recebeu 500 livros destinados às bibliotecas de BH e Montes Claros

É em clima de animação que a equipe do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH) é recebida em todas as entidades recebedoras dos livros arrecadados na campanha “O livro acolhe, abriga e ensina”. Durante todo o mês de maio, diversas entregas foram realizadas e a equipe do sindicato, sempre acompanhada por um contador de histórias, fez a alegria de muitas crianças.

Na Fundação Sara Albuquerque Costa, o SetraBH entregou 500 livros que passarão a compor as bibliotecas da entidade em Belo Horizonte e Montes Claros. Criada há 20 anos, a entidade oferece apoio e cuidados a cerca de 300 crianças e adolescentes com câncer, disponibilizando hospedagem, refeições, transporte para hospitais e laboratórios, além de atendimento por profissionais de serviço social, psicologia, pedagogia e nutrição.

Os livros serão utilizados no lazer e nas aulas oferecidas às crianças e aos adolescentes, enquanto estão hospedados nas casas da entidade. “Nós entramos em contato com a escola de origem de nossos pacientes e aplicamos a grade escolar vigente para que os alunos não percam o ritmo de estudo e, quando eles retornarem, não se sintam excluídos didaticamente, por não terem acompanhado as matérias. A intenção é assegurar a continuidade dos processos de desenvolvimento psíquico e cognitivo das crianças e adolescentes com propostas voltadas paras suas necessidades pedagógicas e educacionais, para a preservação do direito à educação e a manutenção dos vínculos escolares”, explica a pedagoga da Casa de Apoio de Belo Horizonte, Paola Reis. Segundo a pedagoga, esta é uma forma de preservar a saúde física, mental e emocional das crianças e adolescentes que passam por tratamento.

 Flagrante das equipes do Setra e do Hospital João Paulo II: a casa de saúde recebeu 1.500 livros

Flagrante das equipes do Setra e do Hospital João Paulo II: a casa de saúde recebeu 1.500 livros

Já o Hospital Infantil João Paulo II, recebeu 1.500 livros da campanha do SetraBH. Durante a entrega, os pacientes puderam se divertir com a apresentação do contador de histórias Pierre André, parceiro voluntário da campanha. Segundo Luís Fernando Andrade de Carvalho, pediatra e diretor do hospital, esse tipo de doação é essencial.

“Estamos muito felizes em receber os livros. O hospital, nas últimas décadas, passou por uma transição das características das crianças que são assistidas. Há 20 anos, recebíamos crianças com quadros mais agudos, que ficavam pouco tempo em internação. Hoje, a maior parte das nossas crianças são portadoras de algum tipo de doença crônica, que os fazem permanecer tempos prolongados dentro do hospital e, às vezes, terem várias reinternações no mesmo ano. Diante desse cenário, temos nos estruturado do ponto de vista pedagógico, com a classe hospitalar, com a brinquedoteca e trazendo equipes vinculadas à Secretaria de Educação para que as crianças consigam fazer as tarefas escolares mesmo estando internadas. Receber essa doação dos livros é de extrema importância pra nós e para as crianças que estão no hospital. Tenho certeza que faremos um bom proveito deles”, comenta.

Na Cidade dos Meninos São Vicente de Paulo, não foi diferente. As crianças também puderam se divertir com contação de histórias, além de receberem a doação de 4.000 livros. “Pelo segundo ano consecutivo temos essa parceria com o SetraBH. A campanha vem ao encontro de uma filosofia nossa de trabalho que é: eu ajudo e faço com que, de alguma forma, a minha participação possa melhorar a sociedade. Esse trabalho construído pelo SetraBH é maravilhoso, então, eu só posso agradecer e parabenizar e, como recebedor desses livros, garantir que será dado a eles o melhor uso possível, esse é o nosso objetivo”, comenta Mário Cenni, presidente do Sistema Divina Providência.

Para Dolores Bertilla, superintendente da Cidade dos Meninos, é uma honra receber os livros da campanha. “Eu acredito na bondade das pessoas e que ainda tem muita gente querendo mudar esse mundo. Fico muito emocionada e lisonjeada em fazer parte disso”, diz.

Na creche Cruzada do Bem Elizabeth Santos, o SetraBH também foi recebido com muito entusiasmo. Foram entregues 180 livros e as crianças puderam se divertir com a história apresentada pela contadora de histórias Adriana Pedrosa Martiniano. Para Elizabeth da Silva, coordenadora pedagógica da creche, a campanha é de grande importância, pois leva os livros para dentro das instituições para incentivar a prática da leitura. “É essencial criar esse hábito desde cedo nas crianças, principalmente quando vivemos em um país onde as pessoas não têm esse costume”, completa.

O contador de histórias, Pierre André, é voluntário da campanha e com suas apresentações encanta a plateia dos leitores presenteados

O contador de histórias, Pierre André, é voluntário da campanha e encanta a plateia de beneficiados

A creche é uma das 193 indicadas pela Secretaria Municipal de Educação (SMED), parceira da campanha desde 2016. O resultado foi tão positivo que este ano realizaram um treinamento com os profissionais da educação infantil para orientá-los na utilização do material entregue pelo SetraBH. De 250 a 300 educadores, dentre coordenadores e demais representantes do ensino público, foram reunidos no auditório do SetraBH para análise aprofundada das obras doadas, além de orientações e palestras com contadores de histórias e equipes responsáveis pelas bibliotecas públicas de Minas Gerais. Este ano, o total de livros de literatura infantil doados às creches conveniadas à SMED somaram 34.740.

Vânia Gomes Michel Machado, gerente de coordenação da educação infantil da Secretaria Municipal de Educação, também acompanhou a entrega. “Receber esses livros através da campanha do SetraBH é fantástico, pois a leitura é a base para as crianças. Estamos percebendo que essa ação que o sindicato desenvolve está tomando uma proporção cada vez maior, está conseguindo ir para outros lugares fora da capital mineira, onde a acessibilidade aos livros é menor. É importante expandir nossos horizontes, pois toda criança precisa ser bem atendida e acolhida, além de ter materiais necessários para que desenvolva seus processos de aquisição da leitura e escrita, onde quer que ela esteja”, conclui.

Sobre a campanha

Na etapa 2018, a campanha “O livro acolhe, abriga e ensina” arrecadou 250.367 livros entre obras literárias, didáticas e religiosas, que estão sendo entregues à 329 entidades e instituições cadastradas, beneficiando assim 151.567 pessoas. A campanha contou com o apoio do sistema de transporte coletivo urbano para a coleta dos livros doados pela população através dos 3 mil ônibus em circulação, das estações do sistema BRT Move e BHBus, das garagens das empresas e da sede do SetraBH.

O SetraBH disponibilizou link para que os doadores da campanha “O livro acolhe, abriga e ensina” e a população possam saber quais entidades ou instituições receberam os livros doados. Para localizar o endereço e o telefone de todas as beneficiadas e o total de livros recebidos por cada uma delas, basta acessar www.olivroacolhe.com.br. Lá também podem ser encontrados o total de obras arrecadas por gênero literário e nível de ensino e a faixa etária dos beneficiados.

35972085_1481184005320304_5815231812925915136_o

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *