“O que eu quero pode acontecer”

Novo livro de Pedro Bandeira traz poesias sob o ponto de vista das crianças. Obra é publicada pela Editora Moderna e conta com ilustrações de Attilio.

img24.php - Cópia

Se o mundo girasse ao contrário, como seria?

É possível um sorvete em vez de um castigo?

E o que existe em cima das coisas onde não se consegue enxergar por ainda ser muito pequeno?

Estas perguntas estão no novo livro de poesias de Pedro Bandeira, um dos escritores infantojuvenis mais consagrados do Brasil e que já vendeu mais de 25 milhões de livros durante a sua carreira. A obra “O que eu quero pode acontecer”, publicada pela Editora Moderna, traz breves poesias que expressam muitos dos sentimentos das crianças. O livro conta com ilustrações de Attilio.

São 20 pequenos poemas, nos quais Pedro traduz com concisão muitos dilemas, pensamentos, medos e reflexões que fazem parte da vida de meninos e meninas, que se fazem perguntas sobre o mundo, pessoas e regras numa realidade que muitas vezes pode parecer bastante difícil de se compreender.

img24.phpNo fim, o autor convida seu pequeno leitor a aproveitar a vida enquanto é tempo, pois ela passa rápido. Os versos são escritos em redondilha maior e menor, com rimas alternadas. Há também poesias com versos dodecassílabos.

No poema “Não vai embora, Vovô!” a jovem menina tenta lidar com o fato de que seu avô ter lhe dito que um dia irá morrer. “Quem vai me contar histórias, quem vive a me consolar, quando eu fico muito triste, com vontade de chorar?”

Já em outro, intitulado “A cara pintada da tia”, o pequeno garoto se indaga por que a sua tia vive cuidando da aparência. “Mas o que eu não entendo é pra que tanto se estica, pois se é pra ficar bonita, por que ela não fica?”

A ideia do autor é mostrar que todos esses sonhos, vontades e dúvidas são compartilhados por todo mundo. E, com o esforço, tudo o que se quer pode, sim, acontecer. Basta desejar com força.

Pedro Bandeira nasceu em Santos, em 1942. Trabalhou em teatro profissional como ator, diretor e cenógrafo. Foi redator, editor e ator de comerciais de televisão. A partir de 1983 tornou-se exclusivamente escritor. Sua obra, direcionada a crianças e jovens, tem ganhado diversos prêmios, como Jabuti, APCA, Adolfo Aizen e Altamente Recomendável, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Já vendeu mais de 20 milhões de exemplares de seus livros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *