Bienal: 1º infantil traduzido para o japonês

Na Bienal Internacional do Livro do Rio, que segue até o dia 8/9, o Japão é país homenageado e, por isso, tem presença marcante no Estande 40, Pavilhão 4 – Verde. Uma das atrações se dá através da escritora Lúcia Teixeira com o livro de sua autoria “O Segredo da Longa Vida”, publicado pela Editora Unisanta, sobre a saga dos primeiros imigrantes japoneses no Brasil. O livro foi o primeiro infantil brasileiro traduzido para o japonês e entregue pela escritora ao imperador Naruhito nos 100 anos da Imigração Japonesa no Brasil.

A autora aborda a sabedoria milenar e a modernidade da cultura pop do Japão, em harmonia com a cultura brasileira presentes nas aventuras da japonesinha Aiko, recém-chegada no Brasil, em 1908, e do brasileirinho Lucas, perseguidos por maligno ninja. Por meio dos personagens Aiko, nome em homenagem à filha do imperador, que significa Amor, e Lucas, nome do filho da autora, cuja raiz é Luz, falará da amizade Brasil Japão no passado e na nova era nipônica, Reiwa.

No estande da Cortez Editora, no Pavilhão Laranja (FD5), será a vez da autora falar sobre seu infantojuvenil “Caminho para ver estrelas”, editado em parceria também com a Unisanta, neste sábado, dia 7/9, às 17h, e receber os leitores.

Lúcia Teixeira comenta que está muito feliz com os dois convites para participar dessa Bienal: “O contato do leitor com o autor é um momento muito especial, principalmente para o público infantojuvenil. Valorizo muito, não só porque crianças e jovens representam o futuro, como também porque eles cobram dos adultos atitudes mais responsáveis no presente. Além de divulgar temas de meu livro mais recente, sobre imaginação, criatividade, tolerância e compaixão, entre outros, vou falar, a convite do Consulado-Geral do Japão no Rio de Janeiro, na programação oficial do estande do Japão, país que eu respeito muito e que está também ligado à minha obra infantil e à história do Brasil”. Esse livro faz parte da Trilogia do Tempo que inclui “Tudo é possível” e “Caminho para ver estrelas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *