Análise do blog: “Operação meleca mutante”

Essa é uma história com muito humor e imaginação, envolvendo dois estudantes, uma garota perfeitinha, um professor e, pasmem, duas melecas: uma do sexo feminino e outra do sexo masculino. Será “que estamos diante de uma nova espécie”, ou seja, “o Melecus Sapiens”? “Uma evolução da humanidade”? Isso o leitor vai decidir ao finalizar a leitura desse lançamento da Escrita Fina Editora.

São 88 páginas divertidíssimas, cheias de criatividade, que a gente lê em pouco tempo, claro, dependendo da experiência de leitura de cada um. A autora de “Operação meleca mutante”, Angélica Lopes, oferece ao leitor uma narrativa leve, engraçada e original. A personagem principal da história é uma meleca de nome Mirtes com qualidades excepcionais reveladas pela autora à medida que vamos passando as páginas do livro.

Mirtes era uma meleca que falava, independente, capaz de sustentar uma argumentação inteligente, com inclinação artística, muito sensível, mutante, predestinada à fama, apaixonada pelo meleco Rover e decidida a ser amiga e viver para sempre com seu hospedeiro Miguel, um menino de 12 anos e 2 meses, estudante envolvido numa aventura de ficção científica, porém, com o único sonho de conquistar a colega de classe Vivi Perfeitinha.

A autora concebeu Mirtes com “a flexibilidade de uma bailarina, a capacidade de esticar o corpo gosmento 30 vezes o próprio tamanho e um incrível magnetismo melecal com o qual consegue atrair olhares e a atenção do público por onde quer que passasse”. Pois essa meleca atazanou a vida de Miguel por todas as páginas do livro.

Desde o momento em que o estudante que:

… “estava no meio de uma aula de ciências, ouvindo o que o professor Eustáquio tinha a dizer sobre o funcionamento do sistema respiratório, formado por pulmões, laringe, faringe e narinas, quando Mirtes fez sua entrada triunfal na minha vida após um sonoro atchim”!

“Mil vezes eca”!

“Urghs”.

“Arghs”.

Como o leitor acha que Miguel reagiu ao perceber que seu nariz era palco para uma meleca exibida?

E como reagiria Vivi Perfeitinha ao ver seu pretendente lambuzado por uma meleca verde?

Sorte dele ter o amigo Cabeça para desabafar sobre essa tragédia. Mas o amigo era outro que tinha uma imaginação fértil e também gostava de exibição pelas redes sociais e, por isso, estava ansioso para fotografar aquele ser estranho e postar.

“Em vez de mutação, sua meleca pode ser um filhote de alien, que está usando você de hospedeiro. Nesse caso, ela vai crescer até o seu nariz explodir. É só unir os fatos: sua meleca é verde e gosmenta. Os ETs são verdes e gosmentos. Pense nisso.”

Assim pensava o amigo Cabeça.

E Vivi, perfumada, lindinha e perfeitinha? Como ela reagiu?

Miguel perambulou por várias páginas do livro imaginando formas de se livrar de Mirtes e ela, por sua vez, parecia ainda mais decidida a entrar e sair do nariz de Miguel, dar suas piruetas e aguardar o momento de se apresentar para uma grande plateia como artista que sentia que era e merecedora de ser muito famosa e reconhecida.

Com esse problemão para ocultar de todos, o garoto nem podia se aproximar da sua Vivi.

Entretanto, ele foi surpreendido pelo pesquisador, cientista e professor Eustáquio, que já esperava pela presença de melecas mutantes na escola. E também já suspeitava muito de que Miguel carregava uma delas. O que o professor, Miguel e Cabeça sequer podiam imaginar é que “um meleco”, que atendia pelo nome de Rover, também vivia nos mucos entre o pulmão e nariz da Vivi Perfeitinha.

Foi um espanto geral. Inclusive para Mirtes que se apaixonou pelo “meleco” e, além da exibição cotidiana ainda cobrava de Miguel uma forma de “namorar” com Rover. Agora eu pergunto ao leitor? Tem solução para um problemão desses? A autora Angélica Lopes, que também é roteirista de TV e cinema, encontrou uma forma de ajudar a todos a realizarem seus sonhos.

“Operação meleca mutante” foi ilustrado pelo famoso e premiado cartunista Junião, custa R$ 29,90 e já está à venda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *