Livros infantojuvenis para resistir ao isolamento

Editora FTD Educação indica obras da literatura universal, histórias edificantes e contos divertidos que estimulam a imaginação e ajudam a família a discutir temas como convivência e união.

Os livros são uma excelente fonte de entretenimento e conhecimento para a criançada em tempos de quarentena. Além de ajudar a combater o tédio do isolamento social, contos e histórias infantojuvenis podem ser excelentes oportunidades para as famílias discutirem questões como convivência, solidão, união, ética e solidariedade. As obras também são importantes ferramentas para estimular a criatividade e a imaginação para descobrir novas formas de se divertir e brincar dentro de casa.

A Editora FTD Educação, referência nacional no mercado de livros didáticos e literatura e de soluções educacionais, fez uma lista de obras, com indicação por série, que prometem agradar estudantes de várias idades e que a criançada pode ler de maneira autônoma ou em família.

“O pato poliglota” – A partir o 1º ano Ensino Fundamental 1

Com todo mundo convivendo em casa, sem poder sair, o diálogo é ainda mais importante do que antes. Até mesmo com os bichos de estimação. Esse conto de Ronaldo Simões Coelho envolve uma menina que adora animais, um cachorro e um gato que se odeiam e um pato poliglota. Por meio de situações e desafios do cotidiano com os quais o pequeno leitor poderá se identificar, além de fatos inesperados e divertidos, o livro propõe uma reflexão sobre diferenças, respeito e comunicação significativa. O traço contemporâneo do ilustrador Elcerdo contribui para o envolvimento do pequeno leitor.

“Nossos livros” – 2º ano Ensino Fundamental 1

O que fazer para passar o tempo? Nada melhor do que ler. “Nossos livros” traz uma calorosa celebração da leitura e da maneira como os livros conseguem unir as pessoas. A obra do autor e ilustrador Peter Carnavas traz os personagens Ângelo e Lúcia, que não tinham muitas coisas, mas tinham livros. Eles possuem centenas deles, em todos os cantos de seu pequeno lar. Um dia, precisam se desfazer deles e a família logo percebe que, com a saída dos livros, tudo fica mais difícil e não podem viver sem eles. Um jeito leve e divertido de abordar temas como relacionamento familiar, leitura e consumo.

“Inventa – desventa” – 2º ano  Ensino Fundamental 1

Já brincou com todo os brinquedos, e agora? Você conhece o inventa-desventa? É a brincadeira de usar a imaginação para inventar novos brinquedos, usando os que se tem. Esta é a brincadeira favorita do menino Pedrinho. Quando está sozinho com seus brinquedos espalhados pelo quarto, ele escolhe, espalha, desencaixa, destroca e inventa uma porção de novos brinquedos! Com massinha ou desenhando, um carrinho sem roda e um boneco sem pé se transformam em um boneco de roda e um carrinho com pé; uma aranha sem teia e uma menina sem trança viram uma menina de teia e uma aranha de trança. Com este livro, as crianças embarcam nesta brincadeira divertida e deliciosa, repleta de cores e criatividade! O livro escrito por Marta Lagarta tem ilustrações de Guto Lins.

“Ninguém me entende nessa casa!” – 7º ano  Ensino Fundamental 2

Nossa casa é aconchegante, mas também tem brigas e mal-entendidos. Em tempo de quarentena, que tal conhecer essas crônicas da vida em família? De autoria de Leo Cunha, as 26 histórias reunidas nesta obra, contos e crônicas, mergulham em um universo muito íntimo e aconchegante, mas também recheado de histórias curiosas: a família, os amigos mais próximos, as lembranças novas e antigas. São conversas, casos, acasos, cenas cotidianas, corriqueiras, até banais, que podem revelar muito sobre nós e sobre o mundo à nossa volta. As ilustrações são de Rogério Soud.

“A ilha de Abel” – 6º ano Ensino Fundamental 2

Quando nossa vida muda de repente e não podemos mais fazer tudo aquilo de que gostávamos, temos uma chance de aprender coisas novas e tempo para pensar com calma em todas as questões importantes de nossas vidas. No livro, um camundongo acostumado ao conforto da cidade se perde em meio a um temporal e tem de reaprender a viver em uma ilha deserta. Aos poucos, ele cria novas formas de viver, de compreender seu novo lar, se alimentar, enfrentar as dificuldades e se expressar. A obra é do norte-americano William Steig, autor de dezenas de livros infantis, entre eles Shrek! (2001), que inspirou o filme de mesmo nome.

“Robinson Crusoé” – 6º ano Ensino Fundamental 2  

Essa é a mais famosa história da literatura universal sobre alguém aprendendo a lidar com a solidão. Escrito por Daniel Defoe e publicado em 1719, “Robinson Crusoé” tornou-se um sucesso imediato e permanece como uma das obras mais importantes da literatura inglesa. Mesmo quem nunca leu sobre a vida de Robinson Crusoé já deve, alguma vez, ter sonhado viver a aventura do náufrago solitário que, graças a suas virtudes morais, praticamente recriou o Paraíso. Uma história fascinante não só pelas descrições, mas também pelo modo engenhoso e imaginativo como Robinson encarou seus anos solitários numa ilha e como construiu sua relação com um nativo batizado por ele de Sexta-Feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *