Primavera do livro brasileiro

6/10/2013 – 21:57h

Karine Pansa (*)

Mais de 70 autores, representando a literatura e a produção editorial brasileira, estarão presentes na Feira do Livro de Frankfurt, na Alemanha, maior do mundo no gênero. No evento, de 9 a 13 de outubro, o Brasil será o país homenageado deste ano, como já havia ocorrido na edição de 1994. Trata-se de excelente oportunidade para ampliar as exportações de nosso setor editorial e as vendas externas de direitos autorais, no âmbito do consistente projeto de internacionalização que vem sendo empreendido nos últimos anos.

Há avanços nesse sentido: as exportações de direitos autorais evoluíram de US$ 495 mil, em 2010, para US$ 880 mil, em 2011, e 1,2 milhão, em 2012. Em apenas dois anos, o crescimento foi de 143%. Nossa expectativa é que a Feira do Livro de Frankfurt gere muitas oportunidades de negócios para as editoras brasileiras, que terão alta visibilidade, considerando que o evento terá 8 mil expositores, de 111 países, e cerca de 300 mil visitantes. Tais perspectivas nos permitem projetar um crescimento de negócios de 3% a 7% nos próximos 12 meses.

Para mostrar nossa cultura e nossos livros a esse imenso público, haverá exposição artística em um pavilhão de 2.500 metros quadrados. Teremos, ainda, um estande coletivo, de 700 metros quadrados, no qual 168 editoras irão expor seus livros. A participação brasileira é organizada pelos ministérios da Cultura e das Relações Exteriores, a Fundação Biblioteca Nacional (FBN), Fundação Nacional de Artes (Funarte), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Câmara Brasileira do Livro (CBL).

Alemães e visitantes de todo o mundo perceberão melhor por que o Brasil já é o nono mercado editorial do planeta, segundo estudo da respeitada IPA (International Publishers Association — Associação Internacional de Editores de Livros). O setor apresentou faturamento de R$ 4,98 bilhões em 2012, quando foram vendidos cerca de 435 milhões de exemplares.

A mobilização para mostrar nossa produção editorial ao mundo em Frankfurt soma-se a esforços permanentes voltados à ampliação das exportações de livros e direitos autorais. Esse processo de internacionalização tem seu ponto central no Projeto Brazilian Publishers, realizado há cinco anos pela CBL em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos). São mais de 60 editoras associadas, dos segmentos Infantojuvenil, Científico, Técnico e Profissional, Religioso e Obras Gerais.

A partir dessa experiência bem-sucedida, desenvolveram-se especialmente para Frankfurt ações exclusivas de capacitação para editoras estreantes em eventos internacionais. Dentre elas, workshops com especialistas nacionais e estrangeiros para debater temas como a venda de direitos autorais e como alcançar os melhores resultados nos negócios. As 168 editoras brasileiras que estarão presentes em Frankfurt têm o apoio do Brazilian Publishers.

Desde agosto, a cidade alemã já está assistindo a uma programação cultural alusiva à homenagem ao nosso país, que terá seu clímax durante a feira. A intenção é dar grande destaque e potencializar ao máximo nossa participação no evento. Embora seja outono no Hemisfério Norte, vamos encantar o mundo com tropical primavera, a irresistível primavera do livro brasileiro!

*Karine Pansa, empresária do setor editorial, é a presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL)

Continue lendo