“À espera do sol”

A escritora Ana Rapha Nunes e a ilustradora Paula Kranz lançam livro infantil no formato digital com o objetivo de oferecerem gratuitamente para as crianças uma história que as ajude a conviver com o isolamento social e a entender os motivos dele.

“Vivemos um momento delicado mundialmente. Uma época de incertezas que nos trazem diversos sentimentos todos os dias. Temos tédio, angústia, tristezas e medos. A literatura pode nos ajudar a refletir sobre o que está acontecendo e a pensar em nossas emoções. As histórias sempre nos acompanharam ao longo do tempo, sendo essenciais para a compreensão do mundo e de nós mesmos.” A afirmação é da escritora Ana Rapha Nunes.

“À espera do sol”, obra infantojuvenil escrita por ela e ilustrada por Paula Kranz, com o apoio da Coleção Conto com Você, traz uma narrativa sobre a chegada de uma chuva forte e inesperada, que trancou as pessoas em suas casas. Os dilemas vão surgindo, mas a esperança ainda pode ‘ensolarar’ olhos e corações.

Ana Rapha Nunes: “As histórias sempre nos acompanharam ao longo do tempo, sendo essenciais para a compreensão do mundo e de nós mesmos”

Na versão ebook (digital), o livro é gratuito e está disponível na plataforma https://colecaocontocomvoce.com.br/livroaesperadosol/ O PDF é encaminhado por e-mail após o interessado fazer o cadastro no site. O público está aderindo e o projeto literário só nos dois primeiros dias registrou 1.000 acessos.

A escritora Ana Rapha escreve desde 2015 e tem vários livros publicados. A experiente ilustradora Paula Kranz assina cerca de 30 trabalhos literários. Diante do sucesso do ebook, a escritora registrou no seu perfil da rede social: “Quero agradecer a todos pelo carinho recebido desde o lançamento de “À espera do sol”. Muita gente compartilhando essa história, fazendo o livro voar por vários lugares: São Paulo, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Pará…

Sinopse do livro

Luziana era uma cidade cheia de encantamentos. Seus moradores transbordavam alegria e afeto, celebrando as delicadezas do cotidiano.

Subitamente, tudo mudou. Chegou uma chuva forte que nunca mais foi embora. Junto com ela veio o medo, a tristeza, a saudade…

Crianças e adultos confinados em casa, escondendo-se daquelas gotas tenebrosas. Os dias seguiam sem fim. Era preciso reinventar o tempo e esperar pelo sol, que logo abraçaria a todos novamente, inundando a vida de sonho e esperança.

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *