Dia Mundial do Brincar: crianças em casa

No dia 28 de maio, que é dedicado ao lúdico, vamos curtir as brincadeiras sensoriais. Fáceis de fazer, elas ativam a criatividade e interesse em descobrir formatos, sons e cores.

O “World Play Day” ou Dia Mundial do Brincar, 28 de maio, é celebrado em mais de 40 países do mundo, inclusive no Brasil. A data reforça que o ato de brincar é essencial para crianças e também um direito, de acordo com a Convenção sobre os Direitos da Criança das Nações Unidas.

Neste ano, em que todos experimentam um isolamento social forçado, a sugestão é aproveitar o dia com opções simples de brincadeiras, que deixam o caminho aberto para a criatividade.

Ao invés dos brinquedos cheio de luzes, sons e outros comandos automáticos, a sugestão é apostar nos brinquedos sensoriais, que recebem este nome por que estimulam os sentidos da criança e assim desenvolvem a criatividade, a curiosidade e a coordenação motora fina.

Fáceis de fazer, eles não precisam ser comprados, pois podem ser criados em casa, reutilizando materiais ou coletando elementos da natureza. Panelas, colheres de pau, folhas, flores, galhos, conchas e lã são alguns exemplos que podem ser aproveitados para ampliar o repertório das crianças. Além de ser uma atividade que pode ser feita em família, esses objetos estimulam o desenvolvimento cognitivo e motor das crianças.

Diferente dos brinquedos que funcionam sozinhos, os sensoriais ativam o interesse em descobrir formatos, sons e cores – experiência mais rica do que simplesmente apertar botões. A intenção é oferecer um novo mundo de conhecimentos e vivências para despertar a curiosidade das crianças.

“Quando ofertamos atividades sensoriais estamos possibilitando a ampliação de seu repertório promovendo experiências que vão além do que pode ser encontrado no mercado comum”, explica Ana Caroline Novellos Mikosz, professora da Educação Infantil do Colégio Marista Santa Maria.

Qual a importância das atividades sensoriais na educação infantil?

Ana lembra que, ao disponibilizar tempo para a preparação de alguma brincadeira ou atividade, as crianças têm muito a ganhar: “estimulamos a imaginação, autonomia, noções espaciais, criatividade, comunicação e demais habilidades primordiais que contribuem para a ampliação do repertório e aquisição de novas habilidades”.

Explorar materiais diversificados contribuem ativamente para o desenvolvimento cognitivo, linguístico, motor e emocional da criança. “Devemos promover experiências sensoriais para nossas crianças, pois assim estamos contribuindo para que elas se tornem adultos ativos, criativos e corajosos”, conclui.

Aprenda a fazer brinquedos sensoriais

O brincar é essencial para estimular diversas habilidades na infância. Construir o próprio brinquedo tem um gosto especial para as crianças, especialmente se for na companhia dos pais, irmãos e amigos. Por isso, preparamos algumas sugestões de brinquedos para fazer em casa, com materiais simples e fáceis de encontrar.

Pintura criativa

Gravetos, pedras e folhas podem servir como pincéis diferentes para a hora da pintura com tinta guache. A experimentação resulta em novas formas de fazer uma atividade que as crianças adoram.

Movimento de pinça

Uma boa forma de aprimorar a coordenação motora fina das crianças é com atividades que promovam movimentos delicados de pinça. Basta utilizar uma bandeja de ovo, como base; dados, botões, pedacinhos de EVA picados e itens que sirvam como pinça para “pescar” os itens. Pode ser o pegador de salada ou macarrão ou grampos de roupa. O objetivo é preencher a bandeja com os itens.

Casinha de caixa de DVD

Montar castelos e casas com as caixas de DVD estimula a criatividade e o equilíbrio dos pequenos. Além de servir para muitas outras brincadeiras, com carrinhos e bonecos e o que mais a imaginação mandar.

Torre de potinhos

Embalagens vazias de iogurte, margarina e outros alimentos são ótimos para montar uma torre. O desafio é equilibrar o máximo de potes, treinando a concentração e estratégia, além de ajudar o meio ambiente, reutilizando materiais que iriam para o lixo.

Sobre a Rede Marista de Colégios: A Rede Marista de Colégios (RMC) está presente no Distrito Federal, Goiás, Paraná, Santa Catarina e São Paulo com 18 unidades. Nelas, os mais de 25 mil alunos recebem formação integral, composta pela tradição dos valores Maristas e pela excelência acadêmica. Por meio de propostas pedagógicas diferenciadas, crianças e jovens desenvolvem conhecimento, pensamento crítico, autonomia e se tornam mais preparados para viver em uma sociedade em constante transformação.

 

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *