Dia dos Avós: “Agora pode chover”

Esse livro infantil da Editora Melhoramentos é para celebrar a data comemorada anualmente em 26 de julho

 

 

O Dia dos Avós é comemorado anualmente em 26 de julho, Dia de São Joaquim e Santa Ana, os avós de Jesus. A data surgiu em Portugal e tem como objetivo homenagear e agradecer toda a consideração e carinho dos avós com os seus netos que também são retratados nos livros infantis.

No catálogo e loja da Editora Melhoramentos existem dois livros que podem ser considerados, nas versões impressa e digital, como uma homenagem aos avós: “Agora pode chover”, de autoria de Celso Sisto, que vamos comentar nessa matéria, e “Vó, para de fotografar”, escrito por Ilan Brenman, que é descrito em outra matéria do blog e o link é https://contaumahistoria.com.br/2020/07/dia-dos-avos-vo-para-de-fotografar/

“Agora pode chover” conta em prosa poética, a história de amor e afeto entre uma neta e seu avô, que transcende a vida.

O livro nos propõe uma reflexão: é possível conversar com alguém que a gente ama, mas que já foi embora? Embora para sempre? Digamos que foi de mudança para as estrelas, definitivamente.

 

Ao pegar uma libélula, Tatiana se lembra do avô Orlando, não com tristeza. Só com saudade. Tinha ficado combinado entre eles:

“Quando você sentir a minha falta, olhe para o céu. Com certeza eu estarei voando perto de você”. Foi o que ficou dito. E para sempre dito.

O autor nos conduz ao coração de Tatiana com extrema delicadeza e, com ela, descobrimos uma palavra mágica que derruba todas as fronteiras.

Com ilustrações da premiada Anna Cunha, compreendemos que pode chover, mas dentro da neta, o avô sempre será Sol.

 

 

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *