Diversão no Instagram

#TemTodoSábado de 29/8 vai ensinar as crianças a fazer um barangandão. Sabe o que é isso? Você vai saber neste sábado, às 15 horas, em @sesc.palladium

 

Em tempos de distanciamento social, o que fazer com os pequenos e as pequenas em casa? Como forma de continuar proporcionando tardes de diversão pra criançada, sobretudo neste momento, o Sesc em Minas levou para as plataformas digitais o projeto #TemTodoSábado, realizado desde outubro de 2019 no Sesc Palladium, em Belo Horizonte. Neste sábado, dia 29/8, às 15h, a tarefa será aprender a fazer um barangandão, um brinquedo feito com jornal, barbante e várias tiras de papel ou pano, longas e coloridas, que flutuam no ar de acordo com o movimento. Acesse @sesc.palladium.

Desde junho esse projeto em formato virtual está sendo realizado e vem conquistando a atenção de crianças de várias idades, que participam ao vivo da programação e interagem com a equipe do Programa Educativo do Sesc Palladium.

Seguindo a proposta da versão presencial, que é retomar brincadeiras antigas e de rua, e apresentar atividades que articulem linguagens artísticas diversas, a ação propõe uma imersão em vivências coletivas, sempre com uma pitada de diversão e tendo como ponto de partida a própria casa. Brincar com a ideia de morar em um espaço criativo é uma oportunidade de estimular a convivência entre públicos das mais diversas idades.

A versão digital do projeto tem como inspiração programas de TV dos anos 1990 e início dos anos 2000, convidando as famílias e crianças de hoje a experimentarem atividades divertidas e uma relação diferente com o tempo e a tecnologia atual. A cada semana, uma atividade diferente, contando um pouco sobre a história da brincadeira e os materiais utilizados. São ações simples, que podem ser desenvolvidas em casa com materiais do cotidiano. O passo a passo para a realização fica disponível na íntegra pelo IGTV após os encontros ao vivo.

Segundo Amanda Moreira, analista de Serviços Sociais do Sesc Palladium, “o nosso foco é levar um pouco de carinho, proximidade e humanidade mesmo. Fazer do simples, da nossa casa um grande laboratório criativo. Queremos não só ensinar atividades, mas aprender com elas! É uma ação dedicada às múltiplas infâncias e nos interessa muito a escuta! A escuta atenta para captar os interesses e lacunas onde possamos desenvolver atividades”, ressalta.

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *