Três brincadeiras para ajudar crianças em casa

Psicóloga dá dicas para você manter seus filhos pequenos entretidos e se desenvolvendo nesse período de isolamento

Foto: Divulgação/Reversa Comunicação

 

Manter a criançada entretida não é tarefa fácil, ainda mais em tempos tão diferentes. Para te ajudar nessa tarefa e, de quebra, ajudar no desenvolvimento adequado dos pequenos, a psicóloga do Centro de Excelência em Recuperação Neurológica (CERNE), Cássia Boss Padilha, separou três brincadeiras simples e divertidas. “Essas são brincadeiras simples, fáceis de fazer em casa e que, além de divertir e entreter, vão ajudar e muito no desenvolvimento do seu filho”, comenta.

  • Brincando de Emparelhar

O objetivo dessa brincadeira é trabalhar as habilidades de percepção visual da criança, estimulando o reconhecimento de cores, formas, objetos iguais ou semelhantes.  Para brincar, é simples: você vai pedir à criança para agrupar os brinquedos e objetos da mesma cor e depois vai pedir para que ela os separe em caixas ou potes de cor correspondente. Outra ideia é utilizar formas geométricas, podendo ser classificados por forma ou tamanho.

  • Quiz ABC

Esta atividade trabalha o comportamento intraverbal, estimulando o repertório de comunicação. Nesta brincadeira, a criança é entrevistada por alguém da família com perguntas que vão das mais simples até as mais complexas. Essa brincadeira, além de divertida, estimula também as habilidades sociais dos pequenos. Você pode perguntar, por exemplo: Qual seu nome, quantos anos você tem, qual cor você mais gosta etc. Para deixar a brincadeira mais lúdica, a criança pode usar uma fantasia de algum personagem e você pode fazer perguntas relacionadas a ele. Ou então, ler pequenos trechos de histórias ou vídeos e fazer perguntas relacionadas.

  • Brincadeira de Imitação

O objetivo desta brincadeira é estimular o contato visual, atenção compartilhada e consciência corporal. Comece por movimentos simples como bater palmas, faça uma imitação e solicite para a criança fazer igual. Depois, aumente para dois movimentos, depois três, seguindo a sequência até aonde a criança conseguir realizar. Uma forma mais lúdica é fazer a brincadeira de siga o mestre, em que o aprendiz deve imitar as ações do mestre. Alterne o papel do mestre entre os participantes.

O Centro de Excelência em Recuperação Neurológica foi fundado no ano de 2016 por Canrobert Krueger, Mariana de Carvalho Krueger e Syomara Szmidziuk e a clínica é referência no atendimento a pacientes com danos neurológicos em diversas áreas como: Fisioterapia, Fonoaudiologia, Musicoterapia, Neuromodulação e Terapia Ocupacional.

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *