Quem são os melhores da internet?

“Galinha Pintadinha”, “Mundo Bita” e “Turma da Mônica” são os escolhidos como os melhores Conteúdos Infantis do Brasil no ambiente digital, segundo o voto popular e o voto dos técnicos do Prêmio iBest.

 

“O iBest existe para apontar o que há de mais importante e melhor para os brasileiros em todo o Universo Digital”, afirma Marcos Wettreich, empreendedor e fundador do prêmio – Foto: Divulgação

 

Eu me lembro muito bem de tudo o que aconteceu quando a internet surgiu no Brasil e no mundo, por que, na ocasião, mais exatamente fevereiro de 1995, eu atuava como Editora de Informática do Jornal Estado de Minas. Uma das ações que mais ajudou a popularizar a “assustadora” web, uma vez que ninguém sabia para que servia aquela www, foi o Prêmio iBest. Criado pelo empreendedor e entusiasta do mundo digital, Marcos Wettreich, o iBest nasceu com a missão de estimular e reconhecer os melhores e mais influentes projetos da então nascente web brasileira.

Entre 1996 e 2008, o prêmio foi a bússola para o reconhecimento das melhores iniciativas pioneiras na internet. Com milhões de votantes, foi considerada a maior premiação do gênero em todo o mundo e impulsionou os primeiros empreendimentos nacionais, revelando as empresas que se tornaram líderes na década inicial da internet no Brasil.

O Prêmio iBest foi desenvolvido pela Mantel Marketing, empresa de Marcos Wettreich. O iBest passou a ser uma empresa independente em 1999, quando GP Investimentos tornou-se sócio. Em 2001, a Brasil Telecom ingressou como acionista da empresa, tendo assumido a totalidade do controle em 2003. Em 2020, após reaver a marca, Wettreich criou a iBest Global, nova empresa que tem a missão inicial de desenvolver o novo iBest.

Na edição de 2020, o prêmio contempla 50 categorias de votação aberta.

“Galinha Pintadinha”, “Mundo Bita” e “Turma da Mônica” são escolhidos como os melhores Conteúdos Infantis do Brasil segundo o voto popular e o voto dos técnicos. Os três melhores canais infantis do universo online no Brasil estão na fase final do iBest. Além da votação aberta aos brasileiros, um time de especialistas e personalidades também escolherá seu campeão na categoria.

No Top 3, tanto Popular quanto da Academia, quem domina são os programas bem produzidos e com personagens de apelo. É um dos raros segmentos digitais em que os influenciadores não são as referências mais fortes do público.

O processo de definição das iniciativas finalistas utilizou um algoritmo matemático proprietário do iBest para a mensuração da importância destas, considerando todo o universo digital e levando-se em conta métricas como alcance, engajamento e relevância dos sites, apps e redes sociais (Instagram, Facebook, Youtube e Twitter) de cada iniciativa.

“O iBest existe para apontar o que há de mais importante e melhor para os brasileiros em todo o Universo Digital”, afirma Marcos Wettreich, empreendedor e fundador do prêmio, “e as iniciativas que forem vencedoras poderão se utilizar por um ano desta certificação de excelência, outorgada pelos próprios brasileiros”.

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *