“Um pé de biblioteca”

Livro infantil estimula imaginação e ajuda a criar novas bibliotecas pelo Brasil

 

 

Um livro que é também um portal para o universo da leitura. Assim foi idealizado “Um pé de biblioteca”, a primeira obra de literatura infantil lançada pelo Instituto Um Pé de Biblioteca em comemoração aos seus 17 anos de atuação. A ideia é que a magia da literatura ultrapasse os limites de suas próprias páginas para impulsionar a revitalização e a criação de novas bibliotecas em comunidades vulneráveis pelo Brasil, ampliando as possibilidades de transformação social.

Escrito por Maurilo Andreas e ilustrado por Paola Menezes, o livro conta a história lúdica do surgimento do instituto, usando recursos linguísticos e visuais próprios das fábulas e convidando os pequenos leitores a completarem algumas ilustrações. “Na história, o Instituto Um Pé de Biblioteca é uma semente que deu frutos e que, graças à chuva, aos bichos e, claro, a um livro, fez da floresta uma biblioteca e da vida dos bichos uma grande festa”, conta o autor, que também é conselheiro da instituição que já apoiou a construção de mais de 30 bibliotecas em todo o país.

Por enquanto, o livro está disponível digitalmente como e-book na plataforma da Amazon (https://amzn.to/35N2zz8), mas a proposta é conseguir custear a versão impressa a partir de um financiamento coletivo, que está sendo lançado esta semana no site (https://evoe.cc/livroupdb). O valor arrecadado será revertido para a produção dos exemplares impressos e da execução da Jornada pela Biblioteca de 2020, uma gincana que promove o protagonismo das comunidades na abertura e reforma de bibliotecas em locais de vulnerabilidade social.

“A ideia é que a Jornada ajude a abrir bibliotecas em um momento onde a educação foi duramente penalizada pela pandemia. Afinal, escolas com melhor infraestrutura e que contam com biblioteca tem melhores índices de desempenho escolar. O objetivo é que a biblioteca se torne um ambiente facilitador de acesso à informação a partir de múltiplos suportes e linguagens, possibilitando a formação de um cidadão reflexivo, questionador, transformador e criador, capaz de inovar ao solucionar seus problemas”, detalha André Menezes, diretor do Instituto Um Pé de Biblioteca.

Autor e ilustradora

Maurilo Andreas é publicitário, fundador da Square Egg, conselheiro do Pé, autor de vários livros infantis, entre eles o Fantástico Arroz de Filomena e Rimarinhas. É idealizador do projeto Autores do Futuro, que produziu coletivamente com as crianças participantes os livros Pipipi e o Terrível Crocodilo Coringa.

Paola Menezes é designer, dona da Árvore de Design e voluntária no Um Pé de Biblioteca. Já ilustrou diversos projetos e topou a aventura de ilustrar o nosso também, sendo o livro Um Pé de Biblioteca o seu primeiro livro infantil.

O Instituto

O Instituto Um Pé de Biblioteca (UPDB) é uma associação civil sem fins lucrativos e apartidária que apoia e estimula a implantação e a continuidade de bibliotecas em comunidades vulneráveis através de ações descentralizadas para criar um ambiente propício ao desenvolvimento humano pela leitura, ampliando as possibilidades de transformação social. Mais informações em http://umpedebiblioteca.org.

 

 

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *