A ordem é incentivar o empreendedorismo das crianças

Livros, eventos e promoções variadas trazem a mensagem de incentivo, de ensinar para as crianças uma forma de transformar brincadeiras em aprendizados valiosos

O termo empreendedorismo infantil pode causar certo estranhamento principalmente em quem o relaciona com crianças cheias de responsabilidade, trabalhando e acumulando dinheiro. A verdade é que ele deve ser encarado com algo leve e lúdico. Isso quer dizer que você pode introduzir os pequenos no mundo dos negócios a partir de brincadeiras. Quer saber como?

Confira as dicas a seguir e descubra como incentivar crianças a montarem suas empresas sem deixar de lado todas as situações que são necessárias para uma infância saudável e divertida.

1- Ensine o valor do dinheiro – O primeiro passo para estimular o empreendedorismo infantil é ensinar as crianças a lidar com o preço das coisas. Inclua os pequenos no planejamento familiar e explique que o pagamento de produtos e serviços depende do salário de cada membro.

2- Estimule a buscar suas conquistas – Se a criança quiser um brinquedo novo ou trocar de celular, estimule-a a criar meios para conseguir. Uma opção é fazer um pequeno bazar com coisas que ela não usa mais e juntar o dinheiro necessário para a compra.

3- Valorize a criatividade e a comunicação – Empreendedorismo infantil tem tudo a ver com criatividade. Estimule a criança a criar estratégias de divulgação do bazar que ela fará para vender os brinquedos usados. Pode ser criando um grupo no WhatsApp, por exemplo.

4- Potencialize as habilidades particulares – Se a criança ama dançar, que tal incentivá-la a criar um mini espetáculo para a família e vender ingressos com preços simbólicos? Ela tem talento para arquitetura ou engenharia? Estimule-a a fazer um projeto para a construção de uma casa na árvore. Se trata de uma menina e ela adora brincar com maquiagem infantil, por exemplo, fica a sugestão de fazer uma tarde de cuidados com a pele e a preços simbólicos.

5- Mostre a importância de estabelecer metas – Um modo de incentivar as crianças a se organizarem e realizar seus objetivos é explicar que é preciso foco e planejamento. Peça que elas anotem seus sonhos por ordem de importância.

6- Incentive a poupar dinheiro – Desde cedo, as crianças devem aprender que não se deve gastar tudo o que ganham. Ensine sobre a importância de ter um cofrinho e poupar.

7- Ensine sobre o poder da boa comunicação – O empreendedorismo infantil não deve focar apenas no ganho de dinheiro. É importante ensinar às crianças o caminho correto para conquistá-lo. Explique sobre comunicação eficiente, transparência e respeito ao próximo.

8- Prepare-as para os riscos – Ensine que é preciso saber lidar com planejamentos que não dão certo. Ainda seguindo o exemplo do bazar, a criança deve estar preparada para não vender todos os brinquedos e não conseguir o dinheiro no prazo desejado.

Ensine sobre a importância de se ter um plano B – Identificar oportunidades e tomar iniciativas para solucionar problemas são características de todo empreendedor. Se algo der errado, estimule a criança a buscar outras alternativas, mas sem dar a solução completa.

Estimule o exercício da responsabilidade – Assumir responsabilidades é fundamental para que as crianças desenvolvam suas habilidades empreendedoras. Insira os filhos nas tarefas domésticas e mostre que manter a casa organizada é dever de todos.

Ensine sobre autonomia – A ideia aqui é estimular a importância do poder de decisão. Escolha um dia da semana e deixe que a criança escolha, por exemplo, o cardápio do jantar, uma brincadeira em família ou até um passeio. Aproveite para ensinar sobre limite e planejamento.

Seja o exemplo e a inspiração – O ideal é evitar passar para a criança a ideia de que é normal estar cheio de dívidas e não controlar os gastos. Mesmo se você estiver passando por problemas financeiros, explique as causas e os melhores caminhos para resolver.

Aprendam juntos – Que tal dedicar um horário ao longo da semana para sentar com a criança e estudar educação financeira? Isso pode ser feito de forma divertida, com jogos, séries de TV, vídeos no YouTube, entre outros recursos.

Lembre-se de que o mais importante é valorizar os aspectos lúdicos da infância e aproveitar a imaginação e criatividade das meninas para inseri-las no universo do empreendedorismo infantil com naturalidade e leveza.

O exemplo de Tang

No ano passado, Tang se posicionou e se estabeleceu como aliada de pais, mães e responsáveis por meio de inúmeras ações que tinham como foco preparar as crianças para um futuro melhor. Agora, a marca que faz parte do portfólio Mondelēz, anuncia uma iniciativa que reitera e deixa ainda mais evidente esse propósito. Em um projeto inédito – inspirado no reality de empreendedorismo de sucesso do Sony Channel, o Shark Tank Brasil – que será chamado de Tang no Tank, a marca vai dar protagonismo às ideias das crianças e tirá-las do papel e do campo da imaginação.

O projeto, que tem estreia prevista para abril deste ano, contará com quatro episódios que serão transmitidos pelo canal do Shark Tank Brasil, no YouTube. A exibição trará os planos empreendedores das crianças em três categorias: sustentabilidade (como resolver problemas que envolvem o tema e formas de preservar o meio ambiente); criatividade (novas ideias de negócios que corroborem com a intenção da marca de contribuir para um futuro melhor); sociedade (ideias para transformar ou melhorar a cidade, bairro ou microcomunidade).

A banca de jurados de Tang no Tank será composta por dois famosos tubarões da versão original e um convidado especial que representará o time Mondelēz. “Acreditamos que as crianças são o futuro e, assim como elas, ele não vem pronto”, afirma Paloma Di Santo, Diretora Associada de Bebidas e Sobremesas da Mondelēz Brasil.

“Por isso, queremos incentivá-las a soltarem a imaginação e desenvolverem projetos e ideias que farão do mundo um lugar melhor. Habilidades como criatividade, resolução de problemas e empreendedorismo são supervalorizadas no mundo dos adultos e acreditamos que devem ser estimuladas desde a infância para a criação de cidadãos que vão construir o nosso amanhã. Também queremos que os adultos parem e prestem atenção no que as crianças têm a dizer, dessa vez serão os peixinhos inspirando os tubarões.”, conclui Paloma.

Literatura

 

Leia no blog, a resenha do livro “Como cuidar do seu dinheiro” que trata de forma divertida e bem didática sobre finanças. Os personagens são a Turma da Mônica. Os autores desse lançamento são Maurício de Sousa e o educador financeiro Thiago Nigro.

 

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *