Projetos inspiradores

 

O Instituto Pró-Livro (IPL) divulgou o resultado da enquete realizada com organizadores de projetos cadastrados na sua Plataforma Pró-Livro para saber quais ações eles desenvolveram para continuar a atender os beneficiários dessas iniciativas, em 2020, frente à impossibilidade de desenvolverem ações presenciais.

O IPL é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), sem fins lucrativos, criada e mantida pelas entidades do livro (Abrelivros, CBL e SNEL) com a missão de transformar o Brasil em um país de leitores. Tem como objetivo promover pesquisas e ações de fomento à leitura e, espera que o compartilhamento dessas experiências possa inspirar outros projetos em 2021.

Dentre as que continuaram suas atividades na pandemia, destacamos:

  • Nome do projeto – O contágio pela leitura

Representante – Sédima Ferreira França Viana

Quais foram as atividades realizadas em 2020?

As atividades foram replanejadas, então, decidimos apresentar lives por meio das redes sociais da associação, às terças e às quintas-feiras, com temáticas diversas: contação de histórias, racismo e como lidar com o isolamento no período de pandemia, por exemplo.

No decorrer dessas atividades, procuramos integrar os beneficiários do projeto, como também recorremos aos parceiros do território. Destaco também o trabalho efetivo da coordenação pedagógica e da administração, pois desde de março deram continuidade sem perder de vista a missão da OSC.

Número de beneficiários – 50

 

  • Projeto Institucional Clube da leitura

Representante – Jéssica Rodrigues Romualdo

As atividades realizadas em 2020 foram: podcast literário, estanteteca digital, alimentação da fanpage do projeto com várias opções de leitura para os estudantes, proposições semanais junto às turmas em ações de leitura, escrita e oralidade. Desafios de leitura, sorteios, jogos, contações de histórias, recados de autores, leitura de obras em PDF, produção coletiva do livro “Quarentena de sentimentos” (formato e-book e flipbook ), portfólios digitais, vídeos com oficinas virtuais, leitura compartilhada, cantigas do cancioneiro popular e literatura de tradição oral. Só empregamos metodologias assíncronas, tendo em vista o perfil do público atendido e a contextualização do projeto na escola.

Número de beneficiários – 100

 

  • Piracaia na leitura

Representante – Amanda Leal

Em 2020, realizamos empréstimo de livros nas 8 minibibliotecas dos pontos de ônibus, mas com cartazes de orientação para manuseio dos livros (uso de máscaras e álcool gel). Mantivemos também a parceria com a Pastoral Carcerária, que continuou compartilhando livros do acervo do Piracaia na leitura, realizando todos os cuidados necessários para a não propagação do vírus. Doamos também mais de 200 gibis para serem incorporados às cestas básicas, que o Fundo Social de Piracaia organizou para famílias em situação de vulnerabilidade.

Número de beneficiários – Difícil de estimar, pois é a população usuária de 8 pontos de ônibus da cidade de Piracaia, pessoas que estão em situação de privação de liberdade e famílias em vulnerabilidade social. Podemos pensar que, no mínimo, 2.000 pessoas.

  • Hora da leitura

Representante – Cristiane Aparecida Rodrigues Magueta Leite

As atividades realizadas: empréstimo e consulta do acervo; acesso gratuito à internet; distribuição de kits de leitura (contendo livro e revistas em quadrinhos da Turma da Mônica) aos alunos da rede pública municipal de ensino que são assistidos por programas sociais em Alambari.

Número de beneficiários – 300

 

 

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *