Em curso online aprenda 25 brincadeiras

Itaú Social propõe estudo de material voltado para o desenvolvimento integral das crianças que traz propostas de brincadeiras da tradição oral brasileira possíveis de serem realizadas em qualquer lar. Dessa forma, a instituição se insere na Semana Mundial do Brincar, de 22 a 30 de maio de 2021, cujo tema é “Casinhas das Infâncias.”

Imagens: Divulgação

 

As brincadeiras são essenciais para o desenvolvimento integral das crianças. Sua importância é tanta que é um direito garantido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), é preconizada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e tem até um dia de celebração: 28 de maio.

Como parte da programação da Semana Mundial do Brincar 2021, promovida pela Aliança pela Infância, o Itaú Social destaca seu conteúdo construído para valorizar os momentos em família por meio de brincadeiras fáceis para se fazer em casa.

O material conta com 25 opções de atividades que fazem parte da tradição oral brasileira adaptadas para a realidade atual. A ideia é que o material sirva de inspiração e as sugestões possam ser melhoradas e ajustadas conforme o contexto de cada lar.

O conteúdo, disponível em forma de curso online de duas horas, contém vídeos, áudios e e-books. Também há dicas para garantir a diversão de forma leve para toda a família. O material conta com o apoio técnico do Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária).

“É verdade que brincando as crianças aprendem sobre elas mesmas, sobre o mundo e o que está ao seu redor. Além de aprender, elas nos dizem muitas coisas enquanto brincam, pois externam, a partir do universo simbólico, como elas estão se sentindo”, explica a especialista em educação do Itaú Social, Juliana Yade.

Algumas dicas para garantir a diversão

– Escolha um horário em que as crianças não estejam cansadas ou com fome, tampouco precisem relaxar logo depois.

– Organize o espaço em que a brincadeira acontecerá. Há três motivos para isso: facilitar a circulação e garantir a segurança; mostrar a todos que diferentes ambientes da casa podem ter usos variados; e chamar as crianças para a brincadeira.

– Use os materiais que você possui, faça as adaptações necessárias, ajuste as propostas ao que é possível na sua casa e reinvente as brincadeiras tradicionais, do tempo dos pais, tios, avós e bisavós.

– Em algumas atividades, os brincantes têm papéis definidos. Por exemplo: alguém precisa ser o pegador e os demais, os fugitivos. Procure revezar esses papéis, pois isso aumenta a autonomia das crianças e pode tornar a brincadeira mais divertida para todos. Contudo, o ideal é que o adulto comece exercendo o papel de quem comanda a brincadeira até que as crianças aprendam.

– As crianças gostam de repetir as brincadeiras. Então, não se preocupe em oferecer sugestões novas todos os dias. As brincadeiras podem ser repetidas, enquanto estiverem interessando às crianças. Às vezes, variar um pouco a forma de brincar mantém a curiosidade dos pequenos.

– As mesmas brincadeiras podem ser muito divertidas em diferentes idades. Contudo, a partir de determinada fase, a criança terá mais condições de entender as propostas, desenvolvendo-as com mais autonomia.

Semana Mundial do Brincar

É uma grande mobilização para sensibilizar a sociedade sobre a importância do brincar e a essência da infância. Promovida pela Aliança pela Infância no Brasil em parceria com dezenas de outras organizações, seu objetivo geral é mostrar que o brincar é fundamental para a construção de uma infância digna.

Em 2021, o tema da SMB é “Casinhas das Infâncias”, que busca valorizar o brincar de casinha, a casa e as tradições de brincadeiras, cantigas e jogos lúdicos passados de geração em geração.

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *