Livro Vivo

Fundação do Livro e Leitura cria site para auxiliar professores e estudantes principalmente para essa fase de estudos online e à distância

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto acaba de lançar a plataforma virtual de acesso gratuito “Livro Vivo” (www.livrovivorp.com). O site é um novo espaço para aproximar professores, alunos e amantes da literatura à obra de escritores que compõem os projetos da entidade.

A ferramenta digital oferece um rico acervo pedagógico e tem a missão de viabilizar democraticamente o acesso à literatura, disponibilizando materiais didáticos, reunidos e desenvolvidos especialmente para cada autor.

Informações bibliográficas, produções audiovisuais, literárias, sugestões de atividades educativas e lúdicas que ensinam e divertem, fazem parte do acervo, que será atualizado constantemente ou a cada novo projeto.

A plataforma foi desenvolvida através do edital Proac Expresso Lei Aldir Blanc Nº 60/2020 que premiou várias feiras literárias do País, entre elas, a FIL (Feira Internacional do Livro) realizada pela Fundação do Livro e Leitura.

“O primeiro impacto positivo da plataforma Livro Vivo é a expansão da área de atuação, uma vez que o mundo virtual não apresenta limitação geográfica. Dessa forma, a entidade, que tem sede em Ribeirão Preto, passa a atuar em qualquer localidade”, destaca a vice-presidente da Fundação do Livro e Leitura e curadora da FIL, Adriana Silva. Segundo ela, promover a proximidade é o principal objetivo da ferramenta. “Queremos dialogar com professores e estudantes sobre as obras e trajetórias dos autores, com muita veemência. O site é mais do que uma biblioteca virtual: é uma ‘autorteca’”, mostra. Funciona assim: em apenas um clique, a ‘autorteca’ dá acesso à vida e obras dos autores com a possibilidade de discussões, desde o caminho de produção do livro até a temática que o livro sugere.

Projeto “Combinando e recortando palavras”

O projeto do Livro Vivo ficou na incubadora da entidade por cerca de quatro anos, sendo redesenhado a cada edital. Após várias remodelações, ele chegou no formato atual de plataforma digital que, segundo a curadora, é reflexo da leitura do momento. “Um pouco antes da pandemia, já imaginávamos a necessidade de uma interlocução mais próximas com professores e estudantes não só de Ribeirão Preto, mas do Brasil como um todo”, explica Adriana Silva. Ela acrescenta que o site é também uma ferramenta para a formação de professores dos projetos da FIL: Combinando palavras e recortando palavras.

Isabel Cassanta é professora e coordenadora do Núcleo Pedagógico da Diretoria de Ensino da Região de Ribeirão Preto e desde 2017 participa dos projetos educacionais da Fundação, entre eles, o Combinando Palavras. Para ela, a nova plataforma vem ao encontro dos materiais propostos pela rede estadual. “Em um momento tão ímpar, de ensinos remoto e híbrido, é essencial oportunizar nossos alunos com uma ferramenta que possibilita o acesso às obras e autores de maneira rápida, didática e dinâmica, como é a plataforma do Livro Vivo”.

Bruna Veiga, do Núcleo de Produção e Comunicação da Fundação do Livro e Leitura, explica que a plataforma surgiu com o intuito de reunir todo o conteúdo que é gerado na pesquisa dos escritores trabalhados dentro dos projetos da entidade. “Em virtude da pandemia não está sendo possível a realização de oficinas e workshops que anteriormente a Fundação realizava presencialmente. Por isso, uma área exclusiva, o Baú de Ideias, foi desenvolvida”, mostra.

Ação pedagógica

O Baú de Ideias é um espaço de acesso restrito voltado para professores que, ao se cadastrarem, podem ter acesso a conteúdos pedagógicos particulares, nos formatos de texto e vídeo. “Esses conteúdos são atividades desenvolvidas a partir do universo de cada autor e podem ser aplicados de forma direta nas aulas ou servir de inspiração para a criação de novas atividades”, explica Priscilla Altran, do Núcleo Pedagógico da Fundação do Livro e Leitura. Segundo ela, qualquer pessoa que tenha interesse no universo literário é bem-vinda à plataforma. “Existe um movimento desejado pela entidade que não apenas professores utilizem o serviço, mas também alunos e simpatizantes da área se apropriem desse espaço virtual”.

Priscilla alerta que o acervo será ampliado constantemente, inserindo continuamente novos autores. “Acreditamos que, ao utilizar a plataforma, um interesse natural surgirá tanto em alunos quanto em seus professores, transformando a ferramenta, aos poucos, em uma referência no meio”.

As atividades pedagógicas foram desenvolvidas com objetivo interdisciplinar, o que amplia as áreas de atuação para além das disciplinas de português e literatura. Áreas de conhecimento como arte, ciências, geografia, história, sociologia, matemática, entre outras, também podem ser utilizadas pelo site como referência para propostas pedagógicas inspiradoras. “Os planos futuros dessa plataforma convergem realmente para quebrar a geografia e transformá-la em um recurso acessível para qualquer unidade escolar do Brasil. Que o interessado possa, ao se cadastrar, conhecer muito mais a vida e obra do autor que está lá”, destaca a pedagoga.

Conteúdo no ar

Nesta primeira etapa, a entidade já disponibilizou conteúdo de vários autores, entre eles, Thomas More, autor do livro “Utopia”, tema da Feira Internacional do Livro de 2021. A plataforma já oferece conteúdo dos autores que serão abordados na edição da FIL deste ano, que acontece de forma virtual no mês de agosto, entre eles, Milton Hatoum, autor que faz parte do projeto Combinando Palavras, a autora ilustradora homenageada. “Nestes três referenciais distintos de produção, a plataforma é facilitadora, pois oferece dimensões literárias expansivas e contribui para que o professor trabalhe com determinada obra”, explica Adriana Silva.

A Fundação

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade. Hoje, é considerada a segunda maior feira a céu aberto do país. Em 2020, a Feira tornou-se internacional e entraria na 20ª edição. Por isso, recebeu recentemente nova identidade, apresentando-se como FIL (Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto), mas sua realização foi remarcada para agosto de 2021, devido à pandemia.

Com uma trajetória sólida e projeção nacional e agora internacional, ao longo de seus 20 anos, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura com calendário de atividades durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do ProAc.

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *