O gosto pela leitura

Formar leitores é um trabalho de longo prazo e isso envolve encontros constantes com a leitura. Aqui oferecemos de 6 dicas para pais e educadores

Todas as crianças gostam de ouvir histórias lidas por outras pessoas, porque fica mais fácil entrar no enredo ouvindo a leitura do livro do que lendo sozinhas. Por outro lado, a leitura em voz alta implica em transmitir as imagens da história e a emoção da pessoa que lê. Por esse motivo, pode ser dito que a hora de leitura em voz alta de um livro é um momento para despertar a imaginação, para vivenciar a tranquilidade e uma excelente oportunidade para estreitar vínculos interpessoais tanto para as crianças que não sabem ler como para as que já começaram sozinhas na leitura.

É interessante separar um momento na rotina e promover um espaço aconchegante para leitura em casa. Esse tempo deve ser divertido e instigante para a criança. Tenha cuidado para a “leitura” não se tornar “obrigação”, caso contrário, não lhe despertará o gosto pelos livros. As dicas são listadas por Mariana Bruno Chaves, formada em Letras pela USP e coordenadora do setor pedagógico do Kumon.

Busque compreender que tipo de leitura é mais adequado para a criança: Procure saber por quais tipos de histórias ela mais se interessa, apresente livros de estilos diferentes, participe ativamente e compartilhe opiniões.

Seja exemplo: Crianças aprendem pelo exemplo, baseando-se muito mais no que os pais fazem do que no que eles dizem. Ver adultos lendo ajuda a tornar o comportamento de leitor mais natural e familiar.

Dê acesso aos livros: Vale comprar livros, pegar emprestado ou simplesmente deixar os livros ao alcance da criança.

Converse sobre os livros: Após o momento de leitura, aproveite para trocar ideias e impressões sobre a história. Os livros podem até virar assunto da família, assim como as notícias ou programas de televisão.

Torne este momento prazeroso para todos: O momento de leitura pode ir muito além daquele tempo em que o livro está sendo lido. Aproveite para inventar uma brincadeira a partir da história lida, por exemplo.

Associe a leitura com outras atividades de rotina: Transforme a leitura em um hábito, assim como escovar os dentes após as refeições. O livro pode ser um ótimo companheiro nos minutinhos após o almoço ou antes de dormir.

“Cada criança tem um ritmo. Vá com calma, aos pouquinhos, de acordo com as características e a rotina de cada uma delas. Se seu filho é mais agitado, é importante respeitar o tempo de concentração e o interesse dele”, completa a especialista.

 

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *