De criança para criança

Alunos criam 50 modelos de  cartões super interessantes, de conteúdos educacionais e gratuitos, que podem ser usados em sala de aula do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental

A plataforma De Criança Para Criança (DCPC) tem mais de 50 cartões gratuitos, com desenhos feitos por crianças, prontos para serem usados como ferramentas de ensino, tanto pelos professores em sala de aula como pelos pais em casa, com conteúdos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. São 10 imagens para cada ano, com dois cartões para cada disciplina: geografia, matemática, português, ciências e história.

“A ideia dos cartões é aguçar a criatividade da criança, fazer com que ela crie um texto de acordo com a imagem que está vendo”, diz Vitor Azambuja, um dos criadores do DCPC, que tem o foco de ensinar e, ao mesmo tempo, desenvolver a criatividade, com o auxílio da tecnologia. “Além de assimilar o conteúdo, a criança também tem sua criatividade estimulada, elas passam a ser protagonistas da aprendizagem e os personagens do imaginário infantil ganham vida ao fazerem parte das disciplinares escolares”,

O sistema funciona da seguinte forma: a professora de geografia, por exemplo, manda uma imagem e pede para o aluno criar uma história de geografia em cima desse cartão. A partir daquela imagem a criança cria a sua história da maneira como ela vê o tema. “Isso não impede que se misturem os cartões, pode juntar um de geografia com um de história. Eles são muito maleáveis e às vezes um cartão do segundo ano serve para o terceiro. Criamos uma metodologia muito versátil e isso para o professor é uma carta na manga”, afirma Azambuja.

Além dos cartões a partir da BNCC, a plataforma também oferece cartões lúdicos, com princesa na torre, dragões, indígenas entre outros. O uso da plataforma é fácil e simples. “Buscamos na tecnologia ferramentas para que, com apenas um clique num botão, o professor possa enviar o cartão, e depois de recebido o texto do aluno, ele possa ser analisado, corrigido e debatido com o aluno.”

Azambuja destaca que, com a pandemia, esse sistema de aprendizado, ganhou ainda mais vantagem para o ensino das matérias da BNCC. “Pensamos em como ajudar o professor a passar um trabalho que fosse criativo e que continuasse a falar a linguagem das crianças Temos muitos desenhos catalogados e a partir deles fizemos uma história só com desenhos de crianças. As crianças olham esses desenhos e escrevem uma história no celular ou no computador.”

Vitor Azambuja é brasileiro nascido no Rio de Janeiro. Especialista em criação, é diretor de arte e artista plástico. Formado em publicidade e piano clássico, trabalhou em diversas agências de propaganda, tanto no Rio de Janeiro quanto em São Paulo, criando filmes e anúncios para grandes anunciantes. Foi premiado em festivais de propaganda, tais como Figueira da Foz, Colunistas, Clube de criação de São Paulo, Art Directors em Londres e New York Festival. Realizou exposições de pinturas em São Paulo, Rio de Janeiro, Nova Iorque, Miami e Paris. Um dos criadores do programa De Criança Para Criança, Vitor é o diretor criativo da empresa. Seu propósito é fazer com que as crianças do mundo inteiro aprendam desenvolvendo a sua criatividade.

O programa De Criança para Criança oferece um leque de metodologias de educação híbrida para escolas de todo o mundo. Do futuro para a escola, a proposta da startup é oferecer às crianças a oportunidade de serem protagonistas, colocando-as no centro da aprendizagem.

Através de uma plataforma simples, os professores são orientados a serem mediadores, fazendo com que os próprios alunos desenvolvam conhecimento sobre temáticas diversas. A partir de discussões, constroem coletivamente histórias, fazem desenhos e gravam locuções relativas às narrativas criadas, que posteriormente serão transformadas em animações feitas pelo DCPC, expandindo os horizontes educacionais.

Para acessar os cartões criativos gratuitos:
https://emcasa.decriancaparacrianca.com.br/criativos

QR-CODE
http://bit.ly/qrcode-criativos

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *