Semana do Festival Literário de Beagá

Evento vai acontecer só no formato digital e começa amanhã: serão 11 dias e um total de 100 atrações gratuitas para debater a literatura na capital mineira

Em 2021, o Festival Literário Internacional de Belo Horizonte (FLI BH) acontece em uma edição totalmente digital, conforme exige essa fase de pandemia. De 10 a 20 de agosto, são mais de 100 atrações em uma jornada literária de 11 dias no Portal Belo Horizonte. Com atividades diversas e opções para todos os públicos, a programação contempla discussões sobre a criação, a circulação, a leitura e a literatura na cidade, incluindo seu diálogo com outras linguagens artísticas.

O 4º FLI BH tem como tema “Virando a página: livro e leitura tecendo amanhãs” e a curadoria são das escritoras e professoras Ana Elisa Ribeiro e Madu Costa. A programação completa e os debates acontecem nas redes sociais Instagram e Facebook

Tema

“Virando a página: livro e leitura tecendo amanhãs” em todas as suas formas e tecnologias são muito mais do que coadjuvantes nos projetos de futuro, que devem envolver melhores e mais dignas condições de vida a todos e todas. Em suas relações com a cultura, a educação, a saúde, a memória, os direitos humanos são protagonistas num exercício de tecer amanhãs melhores, viáveis, justos e de paz. Certamente, o livro e a leitura têm lugar fundamental no desenho de um amanhã de dias melhores, lá onde pretendemos chegar bem, a fim de uma nova experiência de abraço e humanidade.

Maria Mazzarello Rodrigues, da Mazza Editora, a tecedora de amanhãs

Homenageada

A presença marcante de Maria Mazzarello Rodrigues na história cultural e intelectual de Belo Horizonte e do Brasil é celebrada na homenagem que a ela é conferida pelo 4º FLI BH. Maria Mazzarelo Rodrigues, mais conhecida como Mazza, será a primeira editora homenageada do Festival, que até então já lembrou nomes de grandes autores(as) e também a primeira pessoa viva homenageada pelo festival.

Seu longevo, perene e incansável compromisso de ampliar e diversificar as vozes para dizer quem somos, o que pensamos e como vivemos neste país coloca autoras e autores, pesquisadoras e pesquisadores e muitas outras pessoas que trabalham para que livros sejam publicados e lidos em movimento na construção de vidas mais justas. Dito de outra maneira, virando páginas e tecendo amanhãs.

Lançamento de livros

Escritores e ilustradores independentes do Brasil e do exterior foram convidados para apresentarem gratuitamente suas obras no ambiente virtual do 4º Festival Literário Internacional de Belo Horizonte. Os vídeos com lançamentos de livros serão compilados para veiculação no Youtube da Fundação Municipal de Cultura.

 

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *