Prêmio desperta o interesse pela leitura

Dulce Auriemo *

Olá! Sou Dulce Auriemo, autora, escritora e, principalmente, uma apreciadora das artes, sobretudo a Literatura e a Música, áreas às quais me dediquei mais ao longo dos anos. Gostaria de compartilhar um pouco sobre a experiência de organizar um projeto do qual me orgulho muito: o “Concurso Nacional Literário Infantil Espantaxim e o Castelinho Mágico”… ou, simplesmente, “Prêmio Espantaxim”, como é mais conhecido. Trata-se de uma premiação especialmente dedicada às crianças e adolescentes para incentivá-los a desenvolverem o gosto pela leitura e escrita.

Tudo começou quando, em 2009, tive a honra de receber um Prêmio Jabuti, um dos maiores reconhecimentos dedicados à Literatura em nosso País. Fui contemplada pela produção do livro/CD “Meu Primeiro Álbum de Piano Solo”, edição bilíngue ilustrada com as 14 canções que compus para a obra lítero-musical “Espantaxim e o Castelinho Mágico”, lançada em 2002 e que, posteriormente, deu nome ao nosso Prêmio. “Espantaxim” é o simpático espantalho que protege o Castelinho Mágico, onde vivem 18 personagens, cada um com características, histórias e músicas próprias valorizando principalmente os ritmos brasileiros. A inspiração para criá-los veio com a chegada dos meus primeiros netinhos.

Receber um Jabuti por esse projeto foi uma experiência tão única e impactante que despertou em mim o desejo de compartilhá-la de alguma forma. Pensava comigo mesma: “como seria bom se as crianças também tivessem a oportunidade de serem premiadas por um texto ou outra produção de sua autoria, valorizando assim a sua criatividade”. A partir dessa inspiração, nasceu o Prêmio Espantaxim.

Em 2010, realizamos a primeira edição do Concurso, que teve como tema: “Guardiões da natureza: o que você faria para também se tornar um guardião da natureza?”. A partir dessa proposta, as crianças foram convidadas a escrever um texto no formato de sua preferência: redação, mensagem ou poesia. Essa dinâmica permaneceu nas edições seguintes do Prêmio, que é lançado com um novo tema a cada dois anos. Já falamos sobre Olimpíadas (2012); Música (2014); Amor pelo Brasil, gigante pela própria natureza (2016); Futuro: Visão para um mundo melhor (2018); e agora, são as Quatro Estações do ano e as sensações que elas despertam que estão inspirando os nossos pequenos escritores nesta sexta edição (2020/2021).

A realização do Prêmio Espantaxim mobiliza muitas pessoas. Além das crianças participantes, temos os professores, que trabalham o tema do concurso em sala de aula e auxiliam na produção dos textos; a comissão julgadora, que avalia as obras recebidas; e outras equipes envolvidas nas diversas etapas de organização do concurso. Todo esse trabalho tem o seu ápice em um grande evento de premiação, que reúne os autores das melhores obras, seus professores, famílias e convidados, em uma calorosa festa.

As melhores obras selecionadas a cada edição do Prêmio são reunidas em uma antologia: um livro especial que contém os textos originais manuscritos pelas crianças e sua versão digitada. A oportunidade de ver o próprio texto publicado também é uma satisfação que proporcionamos aos nossos pequenos autores!

Mais do que premiar, o concurso tem cumprido a sua finalidade de despertar o gosto pela leitura e escrita entre nossas crianças. O alcance desse objetivo foi reconhecido, inclusive, pelo Instituto Pró-Livro (IPL), que concedeu ao Prêmio Espantaxim o Selo IPL, que é uma homenagem a projetos de fomento à leitura que acontecem em todo o País.

Espero que tenham gostado de conhecer um pouco da trajetória do Prêmio Espantaxim e termino com um convite: para que acessem o nosso site para saber ainda mais sobre esse projeto que muito nos enche de alegria e satisfação!

*       Graduada em Comunicação pela FAAP e sempre desenvolveu atividades relacionadas à área cultural. Como escritora, participou de importantes movimentos literários, entre eles a UBT – União Brasileira de Trovadores. Pertence a diversos grupos de escritores, como a União Brasileira de Escritores (UBE), a Rede de Escritoras Brasileiras (REBRA) e a “A.C.I.M.A”, instituição criada na Itália e que reconhece projetos dedicados à difusão e valorização das artes e cultura brasileira no exterior. Possui 17 livros publicados e obras em 30 antologias. É também musicista, com mais de 50 canções compostas, gravadas e editadas. Criou e dirige a empresa D.A. Produções Artísticas e o Selo D.A. Music. Lançou o Projeto Espantaxim em 2002 e, em 2010, o Concurso Nacional Literário Infantil Espantaxim e o Castelinho Mágico – Prêmio Espantaxim. Recebeu diversos prêmios literários, entre eles o “Jabuti” (2009), pelo livro/CD “Meu Primeiro Álbum de Piano Solo”.

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *