“Escola de Passarinhos”

Livro de tirinhas de João Marcos Mendonça reúne diálogos dos passarinhos durante a pandemia

Logo no prefácio do livro quando o filósofo e escritor, Mario Sergio Cortella descreve como assertiva a decisão de João Marcos Mendonça em publicar o livro “Escola de Passarinhos”, fica clara a necessidade de uma obra mais leve, bem humorada e até reflexiva sobre as “encrencas” do ensino remoto e da educação a distância, no dia a dia da escolarização emergencialmente domiciliar no período de pandemia.

Essencialmente professor, Cortella conhece bem os desafios da sala de aula e está intimamente familiarizado com o ambiente escolar, acadêmico.

A obra de João Mendonça se propõe a dar asas à imaginação e traduzir o diálogo entre os passarinhos assombrados pelo silêncio de uma escola vazia. Afinal, pra onde foi todo mundo?

Em tirinhas publicadas desde o final de 2019, pouco antes do período pandêmico até os dias atuais, João Marcos faz uma analogia sobre um ser humano com asas, que enfrenta, cada um do seu jeito, as dificuldades para voar, viver. E na pele de um passarinho, hora como aluno, hora como professor vai trazendo as aflições do ensino a distância, o desespero dos pais diante de um turbulento vendaval de tarefas virtuais e outras dezenas situações que a pandemia impôs.

“Escola de Passarinhos” é uma obra para quem quer aproveitar o voo, curtir a paisagem. Afinal de contas, a pandemia nos levou para destinos imprevistos e improváveis e por mais que ao fim do dia estejamos em galhos diferentes, estamos todos repousando numa mesma árvore.

João Marcos Mendonça, autor do livro, é Mestre em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professor da Universidade Vale do Rio Doce no curso Arquitetura e Urbanismo. Roteirista da Mauricio de Sousa Produções nas revistas infantis da turma da Mônica.

É autor de mais de 15 livros em quadrinhos para crianças publicados em editoras como Abacatte, A Semente, Nemo, Paulinas entre outras. Participou dos livros MSP 50 e Ouro da Casa (ambos da Panini), da exposição/livro Ícones dos Quadrinhos, entre outros. O Livro Três é demais (Abacatte editorial, 2020) recebeu o prêmio selo Cátedra 10 UNESCO de Leitura PUC-RIO 2020 na categoria Distinção.

João Marcos atua também como ilustrador e pesquisador sobre o uso das histórias em quadrinhos na educação, trabalho que ganhou o troféu HQ Mix e gerou publicações teóricas na área. Ministra palestras e oficinas em instituições de ensino, eventos literários e de quadrinhos no Brasil e no exterior. Tem um canal que ensina desenhos para crianças no Youtube, o Traça Traço.

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *