“Desaforismos”

Livro de Raquel Matsushita brinca  com desaforos e isso já seria suficiente para encantar as crianças. Além do bom humor do texto ainda tem as ilustrações super criativas que segue o ritmo informal presente nesse lançamento da Editora Maralto, que já é vencedor do prêmio internacional Image of the Book 2020/2021

 

 

“Ao pensar no livro Desaforismos, busquei em toda sua construção um aspecto particular da infância: a descoberta dos limites (e até, por vezes, ultrapassá-los). Penso que uma forma de nos construirmos como sujeitos é conhecendo nossos limites e o do outro. Trouxe esse pensamento um tanto desaforado e desobediente na construção concreta do livro, tanto nas palavras, quanto nas imagens e no design.”

Assim a escritora, designer gráfico e ilustradora paulista, Raquel Matsushita, comenta sobre “Desaforismos”. Mesmo sendo um livro leve, descontraído, eu li e reli algumas vezes pelo prazer da leitura e para novas descobertas que a obra subentende. São 12 brincadeiras filosóficas com frases curtas e ilustrações muito criativas. Assim, ela oferece ao leitor um trabalho excepcional e, como ela mesma diz, “desenhei o texto e usei letras para desenhar. Além das letras, usei papel toalha, casca de banana, madeira, folhas, mexerica, tampa de remédios e outros objetos do cotidiano para compor as imagens”, explica a autora.

Essa criatividade também é presente no texto: “Repare que a tipografia manuscrita não respeita as tradicionais linhas pautadas, mas dança num caos organizado sobre linhas imaginárias. E as palavras que carregam duplo sentido, desafiam o nosso pensamento pelo contraste de significados”, acrescenta Raquel. Ela inverte as regras dos aforismos para os seus “Desaforismos”.

 

 

O gênero

O aforismo é um gênero textual, um texto breve que enuncia uma regra, um pensamento, um princípio ou uma advertência. É um estilo de sentença que articula literatura e filosofia em que a percepção da vida, da sociedade, ou tudo que venha a ser objeto de pensamento, é realçado pela expressividade de uma mensagem verdadeira e concisa.

Raquel Matsushita desconstrói aforismos. Através de imagens e letras surgem seus “Desaforismos” ou aforismos desaforados. De acordo com informações da Editora Maralto, a autora “brinca com as formas e as cores, desobedecendo as regras da narrativa de uma forma bem humorada. A proposta da autora ao criar essa obra é a de brincar com as regras do tripé do livro ilustrado: imagens, palavras e o projeto gráfico. O livro tem, portanto, a essência da criança ao desafiar as regras até o limite.”

 

 

A escrita híbrida de Raquel Matsushita, cuja criação se realiza em distintos registros – palavras, imagens, cores, materialidade – celebra o livro como experiência estética, convidando as crianças, suas principais leitoras, a experimentar a língua e os desenhos como invenção e brincadeira em um movimento de apropriação do que as palavras e as imagens dizem e do que podem dizer.

Raquel Matsushita nasceu em São Paulo. É designer gráfico, ilustradora e escritora. Graduou-se em Publicidade e Propaganda pela Universidade Metodista de São Paulo e especializou-se nos cursos de Design Gráfico, Cor e Tipografia na School of Visual Arts, em Nova Iorque. Em 2021, criou o seu próprio estúdio “Entrelinha Design”. Por duas vezes, ela venceu o Prêmio Jabuti. Foi agraciada com prêmios da Biblioteca Nacional, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, da Cátedra Unesco de Leitura, entre outros. Por duas vezes, também ganhou o prêmio Image of the book (Bologna Book Fair). Tem trabalhos premiados em Bienais de Design Gráfico da ADG Brasil e livros selecionados para o catálogo da Feira de Bolonha.

Seu novo livro, “Desaforismos” custa R$ 39,00 e já está à venda.

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *